CENTRALIDADE DA FAMÍLIA NAS POLÍTICAS SOCIAIS E DIVERSIDADE FAMILIAR

ILKA DE LIMA SOUZA

Resumo


Resumo: Discute aspectos da centralidade da família na política social brasileira, a fim de evidenciar a relação Estado e famílias em contexto de prevalência de desigualdades e negação de direitos sociais, provenientes de iniciativas de um Estado neoliberal sintonizado com os interesses do capital. Reflete sobre políticas sociais de caráter familista e a atenção à diversidade familiar, apreendendo-se as variadas configurações familiares; formas de as famílias se organizarem; condições de vida, necessidades sociais e possibilidades de as famílias enfrentarem adversidades. Ressalta-se, nesse sentido, a importância de serem superadas concepções restritas, conservadoras e idealizadas em torno da instituição social família.           

Palavras-chave: Famílias; Política Social; Diversidade Familiar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.