MEDIAÇÕES ENTRE O PARAÍSO DE KUZNETS E O RAGNAROG DE MARX

MARCO AURELIO NUNES DE BARROS

Resumo


Resumo: O economista Simon Kuznets, em 1955, demonstrou empiricamente que a dinâmica do capitalismo promove, no longo prazo, a redução da desigualdade social. Desde então o debate teórico econômico vem confrontando essa ideia. Neste artigo se discute as relações entre desigualdade e renda numa crítica à Kuznets, à luz das contribuições da economia política e das perspectivas de autores não-marxistas, como Thomas Piketty, Daron Acemoglu e James Robinson. Ao final se destaca que uma aproximação com os métodos da economia política em especial sua relação com a história permite ampliar as concepções e análises econômicas da crise do capitalismo atual.

Palavras-chave: Desigualdade Social; Karl Marx; Simon Kuznets; renda e trabalho; Thomas Piketty.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.