A TERCEIRA FASE DA ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL: NOVAS TENDÊNCIAS OPERANDO?

CLARA MARTINS DO NASCIMENTO

Resumo


Resumo: Este artigo objetiva oferecer chaves analíticas para a fundamentação teórica da assistência estudantil no intuito de subsidiar a intervenção crítica dos Assistentes Sociais. Contempla as principais discussões realizadas em dissertação acadêmica, baseada em pesquisa documental, acerca da estruturação da assistência estudantil nos anos 2000 e sua relação com o processo de contrarreforma universitária. Aponta os principais dilemas educacionais brasileiros, na perspectiva florestiniana, para refletir sobre o atual formato e conteúdo destas ações – recuperando as tendências engendradas na sua terceira fase. Por fim, apresenta evidencias que denunciam a hegemonia de um perfil de assistência estudantil burocratizado e produtivista.

Palavras-chave: Serviço Social; Assistência Estudantil; Educação Superior.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.