AS FORMULAÇÕES TEÓRICAS DO TRABALHO PRECÁRIO E SUA INCIDÊNCIA NA PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO NO SERVIÇO SOCIAL

ÁLISON CLEITON DE ARAÚJO

Resumo


Resumo O presente trabalho analisa as formulações teóricas sobre o trabalho precário, em particular as elaborações de Robert Castel, Guy Standing, István Mészáros, Ruy Braga, Giovanni Alves e Ana Elizabete Mota. Para tanto, em um primeiro momento, desenvolvemos uma reflexão das determinantes sócio-históricas que emergem o debate do trabalho precário e em seguida suas principais conclusões analíticos. Por fim, problematizamos as linhas investigativas que tangenciam a produção do conhecimento do Serviço Social e as inflexões do debate sobre a precarização, precariedade, precariado e precário na análise da realidade e implicações no trabalho profissional.

Palavras-chave: Serviço Social. Trabalho Precário. Capital. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.