CONCEPÇÃO E INSTRUMENTALIDADE DO ASSISTENTE SOCIAL NA PERSPECTIVA DO CUIDADO COM FAMILIA

GISELE JUSTINIANO DE FARIA MARTINS, AUREA BASTOS DAVET

Resumo


Resumo: Constituição Federal de 1988 abre um novo debate nas políticas sociais trazendo a família como elemento de destaque no sistema de proteção social. Observa-se a família em seu protagonismo nas diferentes políticas sociais como elemento de referência. A valorização da família no cenário das políticas sociais tanto de iniciativa pública como privada, sinalizam a necessidade de se repensar o seu papel na relação Estado – Sociedade, e o tratamento dado a ela no contexto do trabalho do assistente social.  O assistente social é um dos profissionais com destacado papel na abordagem de famílias no cotidiano de seu trabalho. O presente artigo pretende abrir uma discussão sobre as concepções que qualificam o assistente social para o trabalho com famílias, a compreensão no universo desta abordagem, a concepção elaborada e sobre a qual sustenta as ações junto a família, focando no cuidado com a família no sistema de proteção social.

Palavras Chave: Família; Proteção Social; Serviço Social


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.