REFORMA SANITÁRIA E RENOVAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL: DUAS FACES DE UM MESMO PROCESSO SOCIETÁRIO.

EDUARDO LAZARINO DE CASTRO

Resumo


Resumo: O presente estudo parte da concepção ontológica do homem como ser prático-social para compreender a relação histórica entre o Movimento de Reforma Sanitária e o Processo de Renovação do Serviço Social no Brasil, ambos decisivos para a redemocratização do país e que vem se constituindo ao longo do tempo como espaço privilegiado de luta de classes. Também será abordado o serviço social como especialização do trabalho coletivo na sociedade e o reconhecimento do assistente social enquanto profissional da área da saúde a partir da resolução nº 218 do Conselho Nacional de Saúde. Por fim serão apresentadas as novas requisições postas aos assistentes sociais a partir do aprofundamento do neoliberalismo no país reforçando que esses profissionais não devem ficar acuados frente aos obstáculos que se fazem presentes na atualidade, mais do que nunca os assistentes sociais estão desafiados a encarar a defesa da democracia, as políticas públicas reafirmando assim os princípios preconizados no código de ética e no projeto ético-político.

Palavras-Chave: Reforma Sanitária; Serviço Social; Movimentos Sociais. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.