AS INFLEXÕES DA CONTRARREFORMA DO ESTADO NA POLÍTICA DE SAÚDE MENTAL: OS CAMINHOS DA REFORMA PSIQUIÁTRICA

NIVEA MARIA SANTOS SOUTO MAIOR, BERENICE LIRA DA SILVA, ROSIANE OLIVEIRA DA COSTA

Resumo


Resumo: Os transtornos mentais estão presentes na história há milênios, apresentando muitas concepções e formas de tratamento. A Reforma Psiquiátrica representa um marco no campo da saúde mental que redirecionou o modelo de assistência às pessoas com transtornos mentais, no entanto, vivemos diante do contexto da ofensiva neoliberal que se torna um desafio para efetividade desse processo e suas ações correspondentes, pois se fundamenta nos princípios de privatização, sucateamento dos espaços públicos, supressão dos direitos sociais, entre outros aspectos desestruturantes. Este artigo traz algumas considerações acerca do processo da Reforma Psiquiátrica e da política de Saúde Mental no contexto contemporâneo.

Palavras-chave: Reforma Psiquiátrica; Saúde Mental; Neoliberalismo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.