O FUNDO PÚBLICO E A SUPERPOPULAÇÃO CARCERÁRIA: UMA POLÍTICA CONVERGENTE

JULIA GONÇALVES LEAL

Resumo


Resumo: Este trabalho pretende compreender o comportamento do Estado brasileiro contemporâneo a partir das possíveis conexões entre as políticas sociais e política de encarceramento no país.  Seu principal objetivo é compreender a relação direta entre a administração do fundo público e a política de repressão. Para tal, discutiremos as prioridades do Estado em relação ao fundo público, suas implicações políticas, e analisaremos também indicadores sobre a população carcerária brasileira, compreendendo, a partir da noção de Estado Penal de Wacquant, que a retração das políticas sociais pode implicar no aumento da política de repressão.

Palavras-chave: Fundo Público; Políticas Sociais; Proibicionismo; Estado Penal.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.