A FALÁCIA DO ESTADO DE BEM-ESTAR SOCIAL NO BRASIL NA ERA NEODESENVOLVIMENTISTA

ANDERSON MARTINS SILVA, EDNÉIA ALVES OLIVEIRA

Resumo


Resumo: Este artigo é resultado de uma pesquisa bibliográfica e constitui parte de uma dissertação de mestrado em andamento. Objetiva apresentar sinteticamente os argumentos de Aloisio Mercadante, André Singer e Márcio Pochmann em favor da existência de um novo desenvolvimentismo acompanhado da consolidação das bases do Estado- de bem-estar social brasileiro ao longo dos governos do Partido dos Trabalhadores (PT). Em seguida, apresentam-se elementos prático-críticos considerados necessários pelos autores do artigo à apreensão do significado histórico dos governos PT afim de comprovar a inexistência de um estado de bem-estar no Brasil, tendo como referência a configuração das políticas sociais no período.

Palavras-chave: Novo Desenvolvimentismo; Estado de bem-estar social; Política Social; Partido dos Trabalhadores.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.