POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E O SUAS EM FORTALEZA: NARRATIVAS DE MULHERES NEGRAS USUÁRIAS DE CENTROS DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL EM FORTALEZA (CE)

LEILA MARIA PASSOS DE SOUZA BEZERRA, GRAZIELA DE OLIVEIRA ALMEIDA

Resumo


Resumo: Este artigo analisa narrativas e experiências de mulheres negras usuárias de Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) em Fortaleza–CE acerca da Política de Assistência Social (PAS). Tematiza sobre as relações interseccionais entre gênero, etnia-raça e situação de pobreza como estruturantes das dinâmicas socioterritoriais de materialização desta política pública. Problematiza as normativas desta política pública e em sua implementação nos CRAS. Adotou-se a abordagem qualitativa, com uso de entrevista semiestruturada e observação. Os resultados indicaram não priorização das particularidades do perfil majoritário das usuárias dos serviços socioassistenciais. As interlocutoras não percebem a PAS como direito e constroem suas microrresistências.

Palavras-chave: Gênero; Raça/etnia; Pobreza; Política de Assistência social.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.