PROCESSO DE TRABALHO E SAÚDE: MANIFESTAÇÕES DO DESGASTE DA FORÇA DE TRABALHO NO ARRANJO PRODUTIVO DE CONFECÇÕES DO AGRESTE PERNAMBUCANO

RAFAELA MIRANDA DA SILVA, ANGELA SANTANA DO AMARAL

Resumo


Resumo: O presente trabalho objetiva analisar a relação trabalho e saúde em um Arranjo Produtivo Local na perspectiva de identificar o desgaste da força de trabalho nessa experiência produtiva, como parte dos processos de precarização a que estão submetidos os trabalhadores. A investigação foi fundamentada no aporte teórico metodológico da teoria social crítica e o percurso para alcançar esse propósito consistiu na revisão da literatura sobre o tema, na aplicação de questionários e realização de entrevistas semiestruturadas com os trabalhadores. Os resultados evidenciaram que os trabalhadores dessa região são submetidos a condições altamente degradantes de trabalho, que lhes afeta a saúde.

Palavras-chave: Trabalho; Saúde; Precarização; Arranjo Produtivo Local


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.