ADOECIMENTO NO PÓS-APOSENTADORIA: PRODUTO DO SENTIDO DO TRABALHO?

CONCEIÇÃO MARIA VAZ ROBAINA

Resumo


Resumo: Este estudo problematiza a incidência do adoecimento no pós-aposentadoria como expressão da questão social, a partir da hipótese de que o mesmo paradigma que impõe ao trabalhador o sentido do trabalho como sofrimento, contraditoriamente interdita seu prazer na aposentadoria e se expressa na forma de adoecimento do trabalhador individual. Busca examinar os sentidos do trabalho como sofrimento, resistência e emancipação e pautar a temática para o campo da saúde do trabalhador, numa perspectiva classista.

Palavras-chave: sentidos do trabalho; aposentadoria; saúde do trabalhador

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.