BARBÁRIE E QUESTÃO SOCIAL - COTIDIANO E RESISTÊNCIA DE MULHERES NEGRAS NAS PERIFERIAS DAS GRANDES CIDADES

ELIANA PEREIRA SILVA

Resumo


Resumo: A vivência da pobreza e as formas de discriminação em razão da sua raça/etnia expressam como as determinações de “classe, gênero e raça/etnia”, se articulam nas histórias e das diversas formas de violência no cotidiano das mulheres negras e pobres da periferia. A população pobre e negra são os que mais sofrem as repercussões da barbárie contemporânea e das expressões da questão social. A despeito dessas condições, mulheres pobres da periferia constroem cotidianamente alternativas e estratégias de resistência que se apresentam a partir do conjunto das suas determinações e no horizonte das lutas imediatas.

Palavras-chave: mulheres negras; periferia; barbárie; questão social.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.