A RESISTÊNCIA DOS INTELECTUAIS COLETIVOS DO SERVIÇO SOCIAL NO PROCESSO DE CONTRAREFORMA DA POLÍTICA DE SAÚDE BRASILEIRA

MARIA JOSELÍ DE SOUZA SILVA, JAIDETE DE OLIVEIRA CORREIA, MARIA GEREMIAS DA SILVA

Resumo


Resumo: Este artigo analisa a contribuição dos intelectuais coletivos do Serviço Social no processo de contrarreforma da política de saúde brasileira. Elencamos a Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS) e o Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), como intelectuais comprometidos na resistência contra o projeto privatista na saúde em curso imposto pelo capital. A política de saúde tem perpassado por avanços e retrocessos e na atual conjuntura precisa ser discutida. Esta pesquisa foi fundamentada na teoria social crítica e seus resultados foram possíveis através da análise documental e bibliográfica.

Palavras-chave: Contrarreforma. Política de Saúde.  Intelectuais Coletivos. Serviço Social. Resistência.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.