AS (RE)CONFIGURAÇÕES DO MUNDO DO TRABALHO E SUAS INFLEXÕES PARA O TRABALHO DO/A ASSISTENTE SOCIAL NA SAÚDE MENTAL

JÉFITHA KALINY DOS SANTOS SILVA, ANGELY DIAS DA CUNHA

Resumo


Resumo: A crise estrutural do capital deflagrada no inicio da década de 1970 desencadeou profundas transformações no sistema do capital que (re)dimensionaram o mundo do trabalho, acarretando o comprometimento de avanços históricos do Serviço Social e da Política de Saúde Mental alcançados nos anos de redemocratização do país e inicio da década de 1990. Destarte, fundamentado em um construto de vivências e inquirições sobre o Serviço Social e a Saúde Mental, este artigo propõe-se a analisar as inflexões das (re)configurações do mundo do trabalho no trabalho do/a Assistente Social na Saúde Mental, tendo como horizonte a Teoria Social Crítica.   

Palavras-chave: Crise estrutural do Capital; Transformações no mundo do trabalho; Serviço Social e Saúde Mental


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.