CRISE DO CAPITAL, FINANCEIRIZAÇÃO E O DESMONTE DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

CLEDNA DANTAS DE LUCENA

Resumo


Resumo: A Previdência Social estruturada na Constituição de 1988 como uma das políticas de Seguridade Social vem sendo desmontada por constantes “reformas”, diante das novas estratégias do capital para superação de suas crises em sua fase de financeirização. O capital financeiro se apropria do fundo público por meio do Estado neoliberal que, em contrapartida, faz a realocação e uma parte dos recursos da Seguridade Social para a esfera financeira. Diante do exposto, o artigo tem como objetivo analisar os rebatimentos para a previdência social diante da política econômica de financeirização como estatégia de valorização do capital.

Palavras-chave: Previdência Social; Capital Financeiro; Neoliberalismo; Contrarreforma da Previdência;


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.