A CRISE DO HISTORICISMO COMO PROBLEMA DE CONSCIÊNCIA: UM DEBATE HISTORIOGRÁFICO INTERNACIONAL

Marcelo Durão Rodrigues da Cunha

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de trazer à tona os principais debates historiográficos em torno da "Crise do Historicismo" presentes na historiografia internacional dos últimos anos. Entendido em grande medida como o fenômeno de relativização de preceitos filosóficos e valores universais ocorrido entre fins do oitocentos e início do século vinte na cultura europeia, a Crise tem sido retratada por distintas tradições de pensamento desde a sua primeira definição no trabalho Die KrisisdesHistorismus (1922) de Ernst Troeltsch. Ao tratar das principais interpretações trazidas nas últimas décadas por intelectuais alemães, norte-americanos e holandeses, o trabalho em questão visa a um melhor esclarecimento das possibilidades de entendimento da Crise do Historicismo como um importante problema historiográfico a ser considerado também pela cultura histórica brasileira.    


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Anais dos Encontros Internacionais UFES/PARIS-EST