ENSINO DE HISTÓRIA INDÍGENA: ALGUMAS REFLEXÕES

Kalna Mareto Teao

Resumo


O ensino da História indígena tornou-se obrigatório por meio da Lei n. 11.645/08 no currículo de educação básica em todo o país. Entretanto, o que notamos ao longo da experiência como docente e formadora de professores, é um descompasso entre a lei e a sua efetivação na prática. Ainda permanecem equívocos de abordagem em relação à história indígena em relação aos conceitos de identidade, tradição, cultura e uma certa generalização dos temas referentes à temática indígena. Por outro lado, existem avanços e pesquisas interdisciplinares que envolvem História e Antropologia e vêm trazendo à tona novas abordagens sobre o assunto partindo de experiências regionais, revelando múltiplas histórias locais. As reflexões que trazemos para esta comunicação partem de diálogos indígenas sobre o ensino de história regional. Nossa abordagem advém da Etno-história e da importância de se considerar as visões indígenas sobre a história. É importante que as histórias indígenas e questões referentes ao território e à identidade étnica sejam parte constitutiva dos cursos de ensino básico e superior.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Anais dos Encontros Internacionais UFES/PARIS-EST