“A INIQUIDADE SE MOSTRARÁ NOS TEMPOS DE EXÍLIO”: O BANIMENTO DE HILÁRIO DE POITIERS E O CONFLITO ENTRE ARIANOS E NICENOS NAS GÁLIAS

Melissa Moreira Melo Vieira

Resumo


O conflito entre arianos e nicenos, tão presente no episcopado oriental desde o concílio de Niceia (325 d.C.), alcançou dimensões bastante particulares na região das Gálias em vista da política de homogeneização doutrinária promovida por Constâncio II a partir de 350 d.C.. Hilário de Poitiers, bispo aquitano e partidário dos nicenos, foi condenado ao exílio no concílio de Béziers (356) por motivações políticas e, após isso, buscou cooptar bispos de posições doutrinárias distintas para sua rede de influência e expandir seus espaços de poder. Nesta comunicação, pretendemos abordar os antecedentes e as consequências políticas do banimento de Hilário não apenas para sua própria carreira, mas para a rede de bispos nicenos nas Gálias. Para isso, utilizaremos os conceitos de poder simbólico de Pierre Bourdieu e rede social de Adam Schor.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Anais dos Encontros Internacionais UFES/PARIS-EST