LEMBRANÇAS CANTADAS: A PRÁTICA DO CONGO COMO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DE SABERES POPULARES E FORTALECIMENTO DA MEMÓRIA E IDENTIDADE DA VILA DE REGÊNCIA AUGUSTA

Patrícia Flávia dos Santos Cau, Ailton Pereira Morila

Resumo


Regência Augusta faz parte do município de Linhares. Trata-se de um pequeno vilarejo, rodeado pela foz do Rio Doce e o mar. A população local vive basicamente da pesca, do artesanato e do turismo. Em maior parte, esses indivíduos são descendentes da miscigenação entre indígenas, negros e brancos, comumente chamados de caboclo. Acima de tudo, são sujeitos cheios de histórias, vivência, experiências, de lutas, de saberes e fazeres, evidenciando um conhecimento simbólico, que busca legitimar sua cultura. Certos da importância das práticas culturais na construção e identidade da vila de Regência Augusta, a proposta desse estudo se dará em conhecer e investigar as bandas de congo locais, buscando analisar como esse processo social mantem as relações culturais, a memória e a identidade, não permitindo que aconteça o processo de amnésia cultural.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Anais dos Encontros Internacionais UFES/PARIS-EST