Redes sociais e participação política: comportamentos e percepções de universitários capixabas sobre o uso do Facebook

Vanderlea Bigossi Aragão, Riberti de Almeida Felisbino

Resumo


Este artigo surge do interesse acerca do cenário atual da comunicação social, marcado pela popularização da internet e da ampliação das redes sociais online e os seus reflexos na participação política. Tem como objetivo verificar a percepção de usuários universitários em relação a uma possível contribuição do Facebook para obtenção de informação e promoção da participação política. Os dados da pesquisa revelaram que estes usuários, em sua maioria, consideram que o Facebook proporciona um aumento das discussões sobre política e que as mensagens difundidas na rede interferem na mudança de opinião a respeito dos temas sociopolíticos. Este artigo e seus resultados coadunam-se com as potencialidades e as limitações do Facebook apontadas pela literatura, já que a participação política e as mudanças sociais não dependem apenas da tecnologia, mas de uma série de outros fatores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALDÉ, A. 2011. Cidadãos na rede: tipos de internautas e sua relação com a informação política online. Contemporânea Revista de Comunicação e Cultura, v. 9, n. 3, pp. 370-389.

BORBA, J. 2012. Participação política: uma revisão dos modelos de classificação. Revista Sociedade e Estado, v. 27, n. 2, pp. 263-288

CASTELLS, M. 2003. A galáxia da internet: reflexões sobre a internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

CASTELLS, M. 2013. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

CASTELLS, M. 2017. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra.

FERREIRA, M. 2004. Do voto feminino à Lei de Cotas: a difícil inserção das mulheres nas democracias representativas. Revista Espaço Acadêmico, n. 37.

HABERMAS, J. 1997. Direito e democracia: entre a facticidade e validade. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

MATTELART, A. e MATTELART, M. 2002. História das Teorias da Comunicação. São Paulo: Loyola.

SCHERMAN, A.; ARRIAGADA, A. e VALENZUELA, S. 2011. ¿Hacia una nueva ciudadanía multifuncional? Uso de medios digitales, redes sociales online y participación política. Revista Latinoamericana de Opinión Pública, v. 2, pp. 159-191.

SCHERER-WARREN, I. 2014. Manifestações de rua no Brasil 2013: encontros e desencontros na política. Revista Caderno CRH, v. 27, n. 71, pp. 417-429.

VINAGRE, C. M. D. 2012. A Política na Rede: percepções dos estudantes de Ciências da Comunicação, Ciência Política, Jornalismo e Sociologia sobre políticos no Facebook. Dissertação de Mestrado. Lisboa: ISCTE-IUL.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 INDEXADORES:

          

                

 

Cadecs: Caderno Eletrônico de Ciências Sociais

e-ISSN: 2318-6933

Licença Creative Commons
Esta publicação está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.