Eu uso chapinha: o que há por trás disso?

Cleonice Perotoni

Resumo


Este estudo é um recorte da pesquisa do Curso de Especialização Relações Raciais e Educação na Sociedade Brasileira, ofertado pelo Núcleo de Estudo e Pesquisa sobre Relações Raciais e Educação/NEPRE, da Universidade Federal do Mato Grosso, tem por objetivo investigar como as jovens negras percebem o preconceito racial em relação ao cabelo crespo levando ao alisamento. A metodologia empregada teve uma abordagem qualitativa, realizada a partir de entrevista semiestruturada e embasada pela revisão bibliográfica. Os sujeitos da pesquisa foram jovens negras. Constataram-se neste estudo os impactos ocasionados pelo padrão de estética estabelecida pela sociedade e que levam a rejeição e autorrejeição de jovens negras no que tange ao cabelo crespo.


Palavras chave: Jovens negras, discriminação racial, Cabelos crespos.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.