Wilderness e o Oeste americano. Ecoativismo e busca de redenção na natureza em Goodbye to a River e The Man who Rode Midnight

Adolfo José de Souza Frota

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir o tema do wilderness e da ecocrítica nos romances Goodbye to a River e The Man Who Rode Midnight. Levando-se em consideração a preocupação ecológica de John Graves e de Elmer Kelton, é possível analisar como a literatura, que se sensibiliza com temas ambientais, discute problemas associados ao progresso destrutivo e difunde a ideia de conservação da natureza a partir de um enfrentamento simbólico contra o avanço econômico e à favor de uma sensível busca de redenção humana pela preservação do espaço e dos animais. Os autores sinalizam para uma proposta de compartilhamento de espaço, onde homem e animal estabelecem um tipo de contrato em que ambos convivem em relação harmônica.

PALAVRAS-CHAVE: John Graves – Goodbye to a River. Elmer Kelton – The Man Who Rode Midnigth. Meio ambiente – Tema literário. Ecocrítica – Estudos Literários. Wilderness – Tema literário.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Adolfo José de Souza Frota

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.