“En honor de la patria y de la nación”: José Antonio Alzate e a construção da ciência na Nova Espanha

Maria Rachel Froes da Fonseca

Resumo


Resumo: Nosso objetivo é analisar os diversos aspectos na formação da prática científica na Nova Espanha, como a questão da adoção dos modelos científicos europeus, as condições de implantação de uma organização própria à atividade científica e a relação entre esta atividade e as demais formas de prática social. Entendemos que é justamente a partir deste quadro intelectual que podemos propor a análise da significação das concepções e práticas científicas na totalidade social. Esse estudo se propõe a analisar a relação entre a afirmação de algumas ideias científicas e a construção da ideia de “pátria” no contexto do México colonial, por meio da análise da trajetória e da produção do ilustrado José Antonio Alzate (1737-1799), destacando em sua obra a caracterização dos elementos da ciência, o conceito de ciência e a forma de aplicação dos chamados “conhecimentos úteis”.

Palavras-chave


História das ciências; América Latina; Independência-América Espanhola; José Antonio Alzate

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      

       

Dimensões - Revista de Históra da Ufes é uma publicação eletrônica semestral do Programa de Pós-Graduação em História (PPGHis) e do Núcleo de Pesquisa e Informação Histórica (NPIH) da Universidade Federal do Espírito Santo. Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1280x1024.