Hispanidad e a fraternidade hispano-americana: debates raciais e guerra de 1898 na virada do século XIX para o XX

Regiane Gouveia

Resumo


Resumo: Em fins do século XIX e início do XX proliferaram intensos debates raciais, na Europa e na América, entre os defensores da raça anglo-saxônica e os da raça latina. Esses debates, aliados ao resultado da guerra hispano-americana, em 1898, colaboraram para o surgimento da hispanidad, comunidade espiritual imaginada entre Espanha e América Hispânica. O objetivo desse artigo é analisar como a derrota espanhola para os Estados Unidos contribuiu para o processo de retomada das relações entre a antiga metrópole e as ex-colônias, promovendo um intenso intercâmbio entre intelectuais de ambos os lados do Atlântico, através da valorização da tradição hispânica. Mostraremos como o resultado da guerra hispano-americana, potencializou esse debate e colaborou para, posteriormente, o surgimento da hispanidad, entendida aqui como uma expressão das ideias raciais.

Palavras-chave


Palavras-chave: Hispanidad; Debates raciais; Guerra hispano-americana.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      

       

Dimensões - Revista de Históra da Ufes é uma publicação eletrônica semestral do Programa de Pós-Graduação em História (PPGHis) e do Núcleo de Pesquisa e Informação Histórica (NPIH) da Universidade Federal do Espírito Santo. Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1280x1024.