Breves reflexões sobre a construção de imaginários sociais sobre o trabalhador no estado novo (1937-1945) e no primeiro peronismo (1946-1955)

Julio Manuel Pires, Mayara Coan Lago

Resumo


Resumo: Este trabalho tem o objetivo de apresentar breves reflexões acerca da construção dos imaginários sociais sobre o trabalhador, forjados no Estado Novo de Getúlio Vargas (1937-1945) e no Primeiro Peronismo de Juan Domingo Perón (1946-1955) e, posteriormente, compará-los. Para lograr o objetivo analisaremos a dupla dimensão do discurso oficial nestes governos: a simbólica, a partir dos discursos políticos de Vargas nas festas cívicas dos 10 de novembro e Primeiros de Maio no Brasil, entre os anos 1937-1945, e os de Perón nas festas cívicas dos 17 de outubro e Primeiros de Maio na Argentina, entre os anos 1946-1955; e a “material”, a partir do estudo de parte da legislação promulgada neste período. A partir do estudo da dupla dimensão destes governos propomos a ideia de uma reinvenção dos imaginários sociais sobre o trabalhador no varguismo e no peronismo.

Palavras-chave


Palavras-chave: Trabalhador; Varguismo; Peronismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      

       

Dimensões - Revista de Históra da Ufes é uma publicação eletrônica semestral do Programa de Pós-Graduação em História (PPGHis) e do Núcleo de Pesquisa e Informação Histórica (NPIH) da Universidade Federal do Espírito Santo. Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1280x1024.