Combate al sectarismo: dissidências e embates políticos ao longo da Revolução Cubana (1959-1964)

Ricardo Antonio Souza Mendes, Ana Paula Cecon Calegari

Resumo


Resumo: Analisamos, nesse texto, o processo histórico iniciado após a vitória da Revolução Cubana de 1959, considerando as lutas pelo poder e pela afirmação de projetos políticos e ideológicos que entraram em conflito dentro da ilha no contexto da década de 1960. Pelo viés da história política, reconstruímos e problematizamos os eventos relativos àquilo que ficou conhecido como combate al sectarismo, narrando o caso do afastamento e prisão de dois personagens políticos da época que foram considerados como disseminadores de posturas “sectárias” e “divisionistas”. Com base nessas acusações, o governo revolucionário cubano buscou legitimar a condenação pública e criminal dos envolvidos.

Palavras-chave


Revolução Cubana; Sectarismo; Divisionismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


      

       

Dimensões - Revista de Históra da Ufes é uma publicação eletrônica semestral do Programa de Pós-Graduação em História (PPGHis) e do Núcleo de Pesquisa e Informação Histórica (NPIH) da Universidade Federal do Espírito Santo. Para melhor visualização recomendamos a resolução mínima de 1280x1024.