Políticas Editoriais

Foco e Escopo

O Grupo de Estudos Modernidade Ibérica foi criado em 2011 com o objetivo de reunir investigadores brasileiros dedicados a refletir sobre o Reino português, nos seus mais diversos aspectos, durante a Época Moderna. Surge no contexto do Programa de Pós-graduação em História Social das Relações Políticas da Universidade Federal do Espírito Santo, vinculado ao Laboratório de História Poder & Linguagens. Valorizando a pesquisa empírica e o diálogo com as metodologias e as abordagens contemporâneas, propõe-se a descortinar temáticas já consagradas pela historiografia luso brasileira sob diferentes prismas, bem como introduzir novos objetos na cena da produção do conhecimento histórico.

Tendo como eixo o Estado, seus trabalhos vêm contemplando uma gama de problemáticas que, para além da história política, incluem as trajetórias e biografias, as redes de sociabilidade, as novas sensibilidades cortesãs, a produção de discursos e narrativas diversas, a história intelectual e institucional, dentre outros recortes. Para além de sua composição regional, o GEMI tem ampliado sua interlocução com pesquisadores do Brasil e do exterior, por meio de parcerias sedimentadas no âmbito dos interesses e produções comuns: Universidade Católica de Salvador, Universidade de Salamanca, Universidade de Coimbra, Universidade de Santiago de Compostela, Universidade Nova de Lisboa, Université Paris-Est.

 

Políticas de Seção

Artigos

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Edição Completa

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.