A Fenomenologia da Percepção e a tarefa de pensar o impensado em Husserl: notas sobre a crítica à constituição transcendental em Merleau-Ponty

André Constantino Yazbek

Resumo


Resumo: É inquietante esta sugestão merleau-pontiniana para pensar o impensado em Husserl. Gostaríamos de levá-la adiante. Evidentemente, não pretendemos esgotar a questão e nem tampouco abarcar a filosofia merleau-pontiana em sua totalidade. Trata-se apenas de sugerir algumas notas a respeito, tendo por foco a Fenomenologia da percepção naquilo que toca sobretudo ao problema da constituição transcendental ou, melhor dizendo: de sua impossibilidade.


Texto completo:

232-244 PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Diadorim    Sumários    Livre    Redib    DOAJ  Capes Periódicos
  Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.