Heidegger, Scotus e o indivíduo

Marcos Aurélio Fernandes

Resumo


Este texto visa tratar do tema do indivíduo na tese de habilitação de Heidegger. Primeiramente, situa a compreensão de “haecceitas”, título que evoca o princípio de individuação em Duns Scotus, no horizonte de uma ontologia da substância. Depois, elucida a noção de indivíduo em seus traços essenciais: unidade (indivisibilidade) e identidade (incomunicabilidade), e, mais ainda, existência e temporalidade. Em terceiro lugar, expõe como Duns Scotus investiga o princípio de individuação, indicando, por fim, a qual resposta ele chega. Por fim, trata da individuação no horizonte do ser-pessoal e do novo sentido de temporalidade como historicidade.

Texto completo:

PDF 352-382

Apontamentos

  • Não há apontamentos.