A formação em Serviço Social: conteúdos programáticos e suas tendências teórico-metodológicas

Cleomar Campos da Fonseca

Resumo


Este artigo versa sobre a Formação em Serviço Social, destacando a sua efetivação através de conteúdos programáticos relacionados às matérias constantes nas Diretrizes Curriculares de 1996, vinculadas às competências profissionais - teórico-metodológicas e ético-políticas. A análise de tais conteúdos, expressos em planos de curso de disciplinas, sugere que a relação entre o projeto de formação profissional e sua efetivação vem sendo demarcada por um tensionamento, relacionado à disputa de projetos profissionais pela direção social da profissão e dos seus conteúdos formativos. Dessa disputa participam o pensamento crítico originado da teoria social marxiana e o conservadorismo, reatualizado pelo ideário pós-moderno. Docentes e discentes são desafiados a retomar a centralidade e o fortalecimento da direção crítica na formação ou a recuperar o conservadorismo, revigorado pelo discurso da existência de um “novo” mundo.


Palavras-chave


Serviço Social. Formação Profissional. Conteúdos Programáticos. Diretrizes Curriculares. Direção Social.

Texto completo:

PDF

Referências


ABEPSS. Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. Pesquisa avaliativa da implementação das diretrizes curriculares do curso de Serviço Social: relatório final. São Luís-MA: ABEPSS, 2008. CD-ROM.

ABESS. Associação Brasileira de Escolas de Serviço Social. Centro de Documentação e Pesquisa em Políticas Sociais e Serviço Social. Diretrizes gerais para o curso de Serviço Social (com base no currículo mínimo aprovado em Assembléia Geral Extraordinária, de 8 de novembro de 1996). Cadernos ABESS, São Paulo, n. 7, p. 58-76, 1997.

AGUAYO, Cecília. Las profesiones modernas: dilemas del conocimiento e del poder: un análisis para y desde el trabajo social. Buenos Aires: Espacio Editorial, 2007.

GUERRA, Yolanda. A força histórico-ontológica e crítico-analítica dos fundamentos. Praia Vermelha: estudos de política e teoria social, Rio de Janeiro, n. 10, p.12-45, 2004.

OLIVEIRA, Carla Montefusco de. Método e sociologia em Weber: alguns conceitos fundamentais. Revista Inter-Legere, Natal, n. 3, p. 1-10, jul/dez. 2008. Disponível em: < http://cchla.ufrn.br/interlegere/revista/pdf/3/es02.pdf>. Acesso em: 20 jan. 2012.

PALMA, Glória Maria. O interacionismo nas investigações linguísticas: características e procedimentos. 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2012.

PAULO NETTO, José. Transformações societárias e Serviço Social: notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: n. 50, p. 87-132, 1996.

______. Capitalismo monopolista e Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1992.




DOI: https://doi.org/10.22422/2238-1856.2016v16n32p183-203

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES:

Latindex: http://www.latindex.unam.mx/

Dialnet: http://dialnet.unirioja.es/servlet/revista?codigo=19796

IndexCopernicus: http://journals.indexcopernicus.com/passport.php?id=8544

Portal de periódicos da Ufes: http://peridicos.ufes.br

Diadorim-IBICT: http://diadorim.ibict.br/handle/1/319

LICENÇA:

CC BY https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/