A questão dos documentos profissionais no Serviço Social

Ludson Rocha Martins

Resumo


O presente texto aborda de forma sintética e didática a questão dos documentos profissionais no Serviço Social, mais especificamente os laudos, relatórios e pareceres sociais. As considerações realizadas, além de trabalhar a conexão do problema com a temática do estudo social, focam-se na caracterização crítica de tais instrumentos, ponderando indicações práticas para sua formulação.


Palavras-chave


Serviço Social. estudo social. instrumentos de trabalho do assistente social

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, C. P. Legitimidade e reconhecimento da prática de Serviço Social: abordagem construtivista. Serviço Social em Revista, Londrina, v. 13, n. 2, p. 104-118, 2011. Disponível em: . Acesso em 22 jan. 2017.

AMMANN, S. B. Ideologia do desenvolvimento de comunidade no Brasil. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 1982.

BAPTISTA, M. V.; BATTINI, O. A singularidade, a particularidade e a universalidade: para compreender a vida cotidiana. In: ______; ______. (Orgs). A prática profissional do assistente social - para reconhecer e reconstruir o cotidiano. São Paulo: Veras Editora, 2016. p. 107-142

FÁVERO, E. T. O estudo social - fundamentos e particularidades da sua construção na área judiciária. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CEFESS) (Org.). O estudo social em perícias, laudos e pareceres técnicos: contribuição ao debate no Judiciário, Penitenciário e na Previdência Social. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 9-51

GRACIANO, M. I. G.; LEHFELD, N. A. de S. Estudo socioeconômico: indicadores e metodologia numa abordagem contemporânea. Revista Serviço Social & Saúde, Campinas, v. IX, n. 9, jul. 2010. p. 157-186. Disponível em: . Acesso em 29, jan, 2017.

IAMAMOTO. M. V. O Serviço Social na cena contemporânea. In: CFESS/ABEPSS (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009. p. 16-50.

______; CARVALHO, R. de. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1983.

KNIGHT, C.; POWER, C. Social conditions for the evolutionary emergence of language. In: TALLERMAN, M.; GIBSON. K. R. (Orgs). The Oxford handbook of language evolution. Nova York: Oxford University Press, 2012. p. 346-350

KONOPKA, G. Serviço Social de Grupo: um processo de ajuda. Zahar, 1972.

LEWGOY, A. M. B.; SILVEIRA, E. C.. A entrevista nos processos de trabalho do assistente social. Revista Virtual Textos & Contextos, n. 8, dez. 2007. Disponível em: . Acesso em 27, jan. 2017.

LUKÁCS, G. O problema da ideologia. In: ______. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013. p. 464-576

MAGALHÃES. S. M. Avaliação e linguagem - relatórios, laudos e pareceres. 3. ed. São Paulo: Veras, 2011.

MARTINS, L. R. O pensamento de Jeannine Verdès-Leroux e o Serviço Social: um resgate crítico. Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 127, p. 514-532, dez. 2016. Disponível em . Acesso em 27, jan. 2017.

______. Teoria das profissões e a análise dos fundamentos do Serviço Social. Verinotio, revista on-line de Filosofia e Ciências Humanas, n. 20, p. 64-81, out. 2014. Disponível em: . Acesso em 27, jan. 2017.

______. Determinação da legitimidade burocrática: uma alternativa a Max Weber. Temporalis, [S.l.], v. 15, n. 30, p. 383-403, jan. 2016. Disponível em: . Acesso em 12 fev. 2017.

MONTAÑO, C. A natureza do Serviço Social: um ensaio sobre sua gênese, a “especificidade” e sua reprodução. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

MATOS, M. C. de. Considerações sobre atribuições e competências profissionais de assistentes sociais na atualidade. Serv. Soc. Soc., São Paulo , n. 124, p. 678-698, dez. 2015. Disponível em: . Acesso em 29 jan. 2017.

MOREIRA. M. C.; ALVARENGA, R. F. C. de. O parecer social - um instrumento de viabilização de direitos. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CEFESS) (Org.). O estudo social em perícias, laudos e pareceres técnicos: contribuição ao debate no Judiciário, Penitenciário e na Previdência Social. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 53-67

MIOTO, R. C. de T. Estudos socioeconômicos. In: CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL (CFESS); ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL (ABEPSS) (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009. p. 481-496.

NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

______. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. 15. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

OLIVEIRA, A. C. M. Z. de; OLIVEIRA, S. M. de S. M. Entrevista no atendimento psicossocial de processos das varas cíveis. In: FRANCO, A. A. de P.; MELÃO, M. J. R. Diálogos interdisciplinares: a Psicologia e o Serviço Social nas práticas judiciárias. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2007.

PINKER, S. Language learnability and language development. Cambridge: Harvard University Press, 1984.

PITARELLO, M. Seleção socioeconômica: legitimação da desigualdade na sociedade capitalista. Um estudo dos fundamentos sociohistóricos de sua operação na política social e no Serviço Social. Tese (Doutorado) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 2013.

REIS, V. T. M. Ensino do instrumental técnico de intervenção em Serviço Social: explorando possibilidades. Dissertação (Mestrado) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 1998.

RICHMOND, M. E. El caso social individual. Madri: Talasa, 1995.

______. Diagnóstico Social. Lisboa: Instituto Superior de Higiene Dr. Ricardo Jorge, 1950.

RODRIGUES DA SILVA, I. L. Redescobrindo o pensamento richmondiano: Diagnóstico social. Em debate: revista eletrônica do Departamento de Serviço Social da PUC-Rio (online), n. 4, 2006. Disponível em: . Acesso em 12 fev., 2017.

SANTOS. C. M. dos. Os instrumentos e técnicas: mitos e dilemas na formação profissional do assistente social no Brasil. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, 2006.

______. Na prática a teoria é outra? Mitos e dilemas na relação entre teoria, prática, instrumentos e técnicas no Serviço Social. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2011.

SILVA, H. D. da. Educação, comunicação e emancipação humana: uma abordagem ontológica. In: Encontro - Marx e o Marxismo 2015: insurreições, passado e presente, 2015, Niterói. Anais..., Niterói, Universidade Federal Fluminense, 2015. p. 1-18. Disponível em: . Acesso em 23, dez, 2016.

SOUSA, C. T. de. A prática do assistente social: conhecimento, instrumentalidade e intervenção profissional. Emancipação, Ponta Grossa, v. 8, n. 1, p. 119-132, 2008. Disponível em:. Acesso em 27, jan. 2017.

VASCONCELLOS, A. M. de. A prática do Serviço Social – cotidiano, formação e alternativas na área da Saúde. São Paulo: Cortez, 2002.

VIEIRA, B. O. Serviço Social: processos e técnicas. 3. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1977.

TERRA, S. H. Parecer jurídico n. 27/98. Assunto: Análise das competências do assistente social em relação aos parâmetros normativos previstos pelo art. 5º da Lei Federal n. 8.662 de 7 de junho de 1993, que estabelece as atribuições privativas do mesmo profissional. São Paulo, 2000. (Mimeo.).

TRINDADE, R. L. P. Desvendando as determinações sociohistóricas do instrumental técnico-operativo do Serviço Social na articulação entre demandas sociais e projetos profissionais. Temporalis, [S.l.], Brasília, n. 04, p. 21-42, 2001. Disponível em: . Acesso em 12, fev., 2017.




DOI: https://doi.org/10.22422/temporalis.2017v17n33p75-102

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES:

Latindex: http://www.latindex.unam.mx/

Dialnet: http://dialnet.unirioja.es/servlet/revista?codigo=19796

IndexCopernicus: http://journals.indexcopernicus.com/passport.php?id=8544

Portal de periódicos da Ufes: http://peridicos.ufes.br

Diadorim-IBICT: http://diadorim.ibict.br/handle/1/319

LICENÇA:

CC BY https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/