SERVIÇO SOCIAL E EDUCAÇÃO PERMANENTE: INTERFACE ENTRE PRECEPTORIA E FORMAÇÃO EM SAÚDE

Joyce Helena Martins Leal, Ana Claudia Correia Nogueira, Fernando Lopes Tavares de Lima

Resumo


O trabalho aborda reflexões sobre a experiência dos preceptores de Serviço Social no Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia (PRMO) do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Objetiva compreender, sob a ótica dos assistentes sociais preceptores, como o PRMO do INCA tem contribuído para o processo de formação e educação permanente dos assistentes sociais. Realizou-se uma pesquisa quanti-qualitativa, por meio de questionário semiestruturado aplicado a 31 assistentes sociais preceptores e de grupo focal com participação de 04 membros da Comissão de Ensino do Serviço Social. Utilizou-se o referencial teórico do materialismo histórico-dialético, considerando a compreensão da dinâmica social a partir da totalidade. O texto está dividido em dois eixos analíticos: (1) aspectos conceituais relativos a Política de Educação Permanente e o Serviço Social na Residência Multiprofissional; (2) perfis acadêmico e profissional dos preceptores e as reflexões sobre as potencialidades, limites e desafios da formação em saúde. Os resultados sinalizam que a residência constitui um importante espaço de formação profissional para os assistentes sociais, considerando a perspectiva do Projeto Ético Político. Frente aos desafios cotidianos dos serviços de saúde, faz-se necessário pensar em novos horizontes para a consolidação da residência, enquanto estratégia de qualificação da assistência aos usuários.


Texto completo:

Sem título PDF

Referências


BARDIN L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2009.

BRASIL. Lei nº 11.129, de 30 de junho de 2005. Institui o Programa Nacional de Inclusão de Jovens – Pro Jovem; cria o Conselho Nacional da Juventude - CNJ e a Secretaria Nacional de Juventude; altera as Leis nos10.683, de 28 de maio de 2003, e 10.429, de 24 de abril de 2002; e dá outras providências. Disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/535652.pdf. Acesso em: 20 jul. 2018.

BRASIL. Lei nº 12.317, de 26 de agosto de 2010. Acrescenta dispositivo à Lei no 8.662, de 7 de junho de 1993, para dispor sobre a duração do trabalho do Assistente Social. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Ministério da Saúde. Portaria Interministerial nº1.077 de 2009. Dispõe sobre a Residência Multiprofissional em Saúde e a Residência em Área Profissional da Saúde, e institui o Programa Nacional de Bolsas para Residências Multiprofissionais e em Área Profissional da Saúde e a Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde. Disponível em: Acesso em 20 fev. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação nº 2, de 28 de setembro de 2017. Dispõe sobre a consolidação das normas sobre as políticas nacionais de saúde do Sistema Único de Saúde. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prc0002_03_10_2017.html> Acesso em: 20 mar.2018.

BRASIL. Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde. Resolução CNRMS nº2 de 2012. Dispõe sobre Diretrizes Gerais para os Programas de Residência Multiprofissional e em Profissional de Saúde. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=15448-resol-cnrms-n2-13abril-2012&Itemid=30192> Acesso em: 16 fev.2018

BRAVO, M.I.S.; MATOS, M.C. Reforma Sanitária e Projeto Ético Político do Serviço Social: elementos para o debate. In: BRAVO, M.I.S. et al. Revista Saúde e Serviço Social. 2ª. Ed. São Paulo: Cortez, 2006.

CAROTTA, F; KAWAMURA, D; SALAZAR. J. Educação Permanente em Saúde: uma estratégia de gestão para pensar, refletir e construir práticas educativas e processos de trabalhos. Saúde e Sociedade, v.18, supl.1, 2009.

CHALUB, Tânia; SKABA, Márcia Fróes. A construção do conhecimento em Serviço Social em oncologia: a contribuição do curso de especialização do INCA. Revista Brasileira de Cancerologia. v. 49, n. 1, p. 39-46, 2003.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Parâmetros para atuação de Assistentes Sociais na política de saúde. Brasília (DF), 2010. (Série: Trabalho e projeto profissional nas políticas sociais).

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Residência em Saúde e Serviço Social: subsídios para reflexão. Brasília (DF), 2017. (Série: Trabalho e projeto profissional nas políticas sociais).

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Política de Educação Permanente do conjunto CFESS/CRESS. Brasília, 2012.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GUERRA, Yolanda. Compromisso com a qualidade dos serviços à população e com o aprimoramento intelectual, na perspectiva da competência profissional: significado limites e possibilidades. In: Conselho Regional de Serviço Social (Org.) Projeto ético político e exercício profissional em serviço social: os princípios do código de ética articulados à atuação crítica de assistentes sociais. Rio de Janeiro: CRESS, 2013.

IAMAMOTO, M. V. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo: Cortez. 2007.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA (INCA). Programas de Residência Multiprofissional em Oncologia e Residência em Física Médica (Plano de Curso). Rio de Janeiro: INCA, 2017.

LOBATO, C. P. Formação dos trabalhadores de saúde na residência multiprofissional em saúde da família: uma cartografia da dimensão política. 2010. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) Universidade Estadual de Londrina, Londrina. 2010.

MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. 19 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

RODRIGUES, F. T.; Residências Multiprofissionais em Saúde: formação ou trabalho? Serv. Soc. & Saúde, Campinas, SP v.15, n. 1, p. 71-82, jan./jun., 2016.

SILVA, L.C; BROTTO, M.E. Residência Multiprofissional em Saúde e Serviço Social: dilemas na formação e trabalho profissional. Revista em Pauta, Rio de Janeiro, v. 14, n. 37, p. 126-149, 2016.

SILVA, L.B; MONTEIRO, M.V.C; SANTO, M.C.B, MELO, F.R; ESTALINOS, E.S. O Serviço Social na Residência Multiprofissional em Oncologia no Instituto Nacional do Câncer – INCA. Serv. Soc. & Saúde, Campinas, v. 11, n. 1, p. 51-66 jan/jun., 2012.




DOI: https://doi.org/10.22422/temporalis.2018v18n36p379-396

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES:

Latindex: http://www.latindex.unam.mx/

Dialnet: http://dialnet.unirioja.es/servlet/revista?codigo=19796

IndexCopernicus: http://journals.indexcopernicus.com/passport.php?id=8544

Portal de periódicos da Ufes: http://peridicos.ufes.br

Diadorim-IBICT: http://diadorim.ibict.br/handle/1/319

LICENÇA:

CC BY https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/