Serviço social, Projeto Ético-Político profissional e o debate da consciência

Tales Willyan Fornazier Moreira

Resumo


Este trabalho apresenta elementos que particularizam os fundamentos do Serviço Social no Brasil, em seu movimento histórico e teórico. Trata da aquisição de seu estatuto profissional no marco da era dos monopólios. Recupera o processo de constituição da direção social da profissão, sobremaneira a partir da década de 1990, após interlocução com a teoria marxista, destacando sua organização política. É neste período também que a profissão adquire maturidade intelectual, teórica e ético-política e avança em termos de construção de seu projeto profissional. A partir destes elementos, estabelecemos a interlocução com o debate da consciência com base nos postulados de Marx e Engels. Findamos as reflexões compreendo a importância deste debate para o Serviço Social e a necessidade de avançar nesta interlocução.  


Palavras-chave


Serviço Social. Projeto Ético-Político. Organização Política. Debate da Consciência.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMIDES, M. B. C. O Projeto Ético-Político Profissional do Serviço Social Brasileiro – Tese de Doutorado (Pós-Graduação em Serviço Social), Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2006.

CAPUTI, L.; FORNAZIER MOREIRA, T. W. As Diretrizes Curriculares da ABEPSS e os valores éticos e políticos para a formação profissional em Serviço Social. Temporalis, Brasília, DF, n. 32, p. 97-121, jul/dez. 2016.

COUTINHO, C. N. Pluralismo: dimensões teóricas e políticas. Cadernos ABESS, São Paulo: Cortez, n. 4, 1991.

IAMAMOTO, M. V.; CARVALHO, R. Relações sociais e serviço social no Brasil: esboço de um interpretação teórico-metodológica. São Paulo: Cortez, 1995.

IASI, M. L. Ensaios sobre Consciência e Emancipação. São Paulo, Expressão Popular: 2011.

MARX, K. H.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Editora Hucitec, 1999.

MONTAÑO, C. DURIGUETTO, M. L. Estado, classe e movimento social. Biblioteca básica do Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2011.

MOTA, A. E.; AMARAL, A. Serviço Social brasileiro: cenários e perspectivas nos anos 2000. In:_____ (org). Serviço Social brasileiro nos anos 2000: cenários, pelejas e desafios. Recife: Editora UFPE, 2014, p. 23-43.

MOTA, A. E. Serviço Social brasileiro: insurgência intelectual e legado político. In: OLIVEIRA e SILVA (org). Serviço Social no Brasil: histórias de resistência e de lutas contra o conservadorismo. São Paulo: Cortez, 2016, p. 165-182.

NETTO, J. P. A construção do projeto ético-político do serviço social. Centro Português de Investigação em História e Trabalho Social, Lisboa, 1999. Disponível em: http://www.cpihts.com/PDF03/jose%20paulo%20netto.pdf. Acesso em: 9 jun. 2018.

NETTO, J. P. Ditadura e serviço social: uma análise do serviço social no Brasil pós-64. São Paulo: Cortez, 2010.

NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e serviço social. São Paulo: Cortez, 2001.

SOUZA, J. M. A. Três notas sobre o sincretismo no Serviço Social. Serviço Social e Sociedade, São Paulo, v. 119, p. 531-559, jul/set. 2014.

TEIXEIRA, J. B.; BRAZ, M. O projeto ético-político do Serviço Social. Serviço Social: Direitos Sociais e Competências Profissionais. Brasília (DF) , 2009. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/anexos/teixeira-joaquina-barata_-braz-marcelo-201608060407431902860.pdf. Acesso em: 10 jun. 2018.

YAZBEK, M. C. A dimensão política do trabalho do assistente social. Serviço Social e Sociedade, n.120, p. 677-693, 2014.




DOI: https://doi.org/10.22422/temporalis.2019v19n37p134-150

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES:

Latindex: http://www.latindex.unam.mx/

Dialnet: http://dialnet.unirioja.es/servlet/revista?codigo=19796

IndexCopernicus: http://journals.indexcopernicus.com/passport.php?id=8544

Portal de periódicos da Ufes: http://peridicos.ufes.br

Diadorim-IBICT: http://diadorim.ibict.br/handle/1/319

LICENÇA:

CC BY https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/