A POLÍTICA NACIONAL DE ESTÁGIO E A SUPERVISÃO DIRETA: AVANÇOS E DESAFIOS

Autores

  • Fátima da Silva Grave Ortiz Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2014v14n27p203-219

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar os avanços e desafios postos pela Política Nacional de Estágio à prática da supervisão de estágio e, além disso, identificar os desdobramentos desse processo para o projeto ético-político e o projeto de formação profissional. A partir do resgate histórico do processo de construção da Política Nacional de Estágio, este artigo afirma o caráter central do estágio para a formação profissional e sua relação com a ética profissional. Contudo, apesar dos avanços, a Política Nacional de Estágio enfrenta desafios de várias naturezas: macrossocietária, de gestão acadêmica e didático-pedagógica.

Biografia do Autor

Fátima da Silva Grave Ortiz, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Assistente Social, professor adjunto da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestre e doutora em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Escola de Serviço Social.

Referências

ABESS. Associação Brasileira de Ensino em Serviço Social. Cadernos ABESS, São Paulo, n. 7, 1997.
ABEPSS. Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social. Revista Temporalis, São Luís, n. 14, 2007.
______. Pesquisa Avaliativa da Implementação das Diretrizes Curriculares do Curso de Serviço Social: relatório final. CD-ROM, São Luís, 2008.
______. Projeto “ABEPSS Itinerante”: as Diretrizes Curriculares e o Projeto de Formação Profissional do Serviço Social, Juiz de Fora, 2011.
______. Política Nacional de Estágio (PNE). Disponível em: <www.abepss.org.br>. Acesso em: 25 fev. 2014.
BRASIL. Lei 11.788 de 25 de setembro de 2008, que dispõe sobre o estágio de estudantes e dá outras providências. 2008. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11788.htm>. Acesso em: 20 out. 2013.
CFESS. Conselho Federal de Serviço Social. Resolução n. 533, de 29 de setembro de 2008, que regulamenta a supervisão direta de estágio. Disponível em: <www.cfess.org.br>. Acesso em: 25 fev. 2014.
CFESS. Conselho Federal de Serviço Social. Lei n. 8662, de 07 de junho de 1993, que dispõe a profissão de Assistente Social. Disponível em: <www.cfess.org.br>. Acesso em: 25 fev. 2014.
ORTIZ, Fátima Grave. Desafios Contemporâneos para o Processo de Estágio e Supervisão em Serviço Social. In: FORTI, V.; GUERRA, Y. (Org.). Serviço Social: temas, textos e contextos. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2010. p. 121-134. (Coletânea Nova de Serviço Social).
______. Notas sobre as Diretrizes Curriculares: avanços, impasses e desafios. In: GUERRA, Y.; LEITE, J. L.; ORTIZ, F. G. (Org.). Temas Contemporâneos: o Serviço Social em Foco. São Paulo: Outras Expressões Editora, 2013.
PAIVA, Beatriz Augusto et al. Reformulação do Código de Ética: pressupostos históricos, teóricos e políticos. In: BONETTI, Dilsea Aldeodata et al. (Org.). Serviço Social e Ética: convite a uma nova práxis. São Paulo: Cortez/CFESS, 1995. p. 159-173.
PASTORINI, Alejandra. Quem mexe os fios da política social? Avanços e limites da categoria “concessão-conquista”. Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo, n. 53, 1997.
SOUSA, A.; SANTOS, S. M.; CARDOSO, P. Ética e Serviço Social: um itinerante caminhar. Revista Temporalis, Brasília, n. 25, 2013.

Publicado

2014-08-30