MEME DIGITAL: ARTEFATO DA (CIBER)CULTURA

Autores

  • Geralda de Oliveira Santos Lima
  • Lorena Gomes Freitas de Castro

Resumo

A linguagem resulta de processos de comunicação a partir da construção e reconstrução de sentidos. Esse percurso pode se realizar por meio de semioses diversificadas, sejam elas linguísticas, sonoras, imagéticas e gestuais. No ato de se comunicar, conhecimentos de naturezas distintas (linguístico, social, cognitivo, cultural e interacional) são mobilizados em prol da interpretabilidade do texto (KOCH, 2009), o que pressupõe a interação entre os (co)enunciadores e os princípios de construção de sentidos. Os gêneros textuais operam em função do contexto cultural e estão sujeitos a adaptações no seu dado momento histórico (MARCUSCHI, 2008). Pretendemos, com este trabalho, analisar o processo de construção de sentidos em três Memes digitais numa perspectiva transdisciplinar, visto que são gêneros recorrentes em meio virtual, na maioria das vezes, multimodais e encapsuladores de informações, na medida em que indicam críticas, posicionamentos ideológicos ou ainda criam efeitos de humor. Assumimos os pressupostos teóricos de  Lévy (2015), Cavalcante e Custódio-Filho (2012), Escosteguy (1998), Williams (1992), Kress e Van Leuween (2001), dentre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-30