GRAMATICALIZAÇÃO: UM ESTUDO DE CONCLUSIVOS ANAFÓRICOS

Autores

  • Cristina Lopomo Defendi
  • Flávio Biasutti Valadares

Resumo

O artigo analisa um caso de gramaticalização do Português do Brasil, sob a perspectiva sintático-pragmática, e objetiva mostrar que alguns casos de anafóricos vêm se constituindo como base para a explicação de diversos fatos linguísticos. Fundamenta-se nos conceitos de gramaticalização indicados por Meillet (1912), Kuryłowisz (1975[1965]), Hopper (1991) e Lehmann (2002). Adota, como procedimento metodológico, alguns parâmetros mensuradores do grau de autonomia de um item, propostos por Lehmann (1995 [1982]), a fim de avaliar processos de gramaticalização de conclusivos no Português do Brasil, a partir de um corpus de textos acadêmicos (dissertações e teses) de duas áreas do conhecimento, Direito e Medicina, com metade representada por pós-graduandos do sexo feminino e a outra metade do sexo masculino. Conclui que há uma gramaticalização latente das construções analisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-20