METÁFORAS DOS REFUGIADOS NO BRASIL NA MÍDIA: UM OLHAR DA LINGUÍSTICA COGNITIVO-FUNCIONAL

Autores

  • Lúcia Maria de Assunção Barbosa Universidade de Brasília
  • Fidel Armando Cañas Universidade Federal de São Carlos

Resumo

O presente artigo busca analisar notícias dos anos 2014 e 2015 que abordaram os refugiados no Brasil. Foram selecionadas 10 notícias dos jornais A Folha de São Paulo e O Globo: manchete, primeiros parágrafos da notícia e os comentários dos internautas a respeito das notícias. O nosso objetivo era ver quais metáforas sobre os imigrantes em situação de refúgio no Brasil são acionadas nos internautas e ver como esse grupo específico é retratado pela mídia. Retomamos os pressupostos teóricos da Linguística Cognitivo-Funcional e análises midiático. Assim, autores como Lakoff&Jhonson (1980), Martelotta (2011), Fontcuberta (1993); Rosch & Melvis (1975) elucidam com aspectos como metáfora, linguística funcional, análise funcionalista e teoria dos meios de comunicação social. Os resultados preliminares mostram que os meios de comunicação salientam informações que acionam metáforas específicas nos internautas, ora contra os refugiados, ora contra os próprios brasileiros.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Maria de Assunção Barbosa, Universidade de Brasília

Professora titular do Departamento de Línguas Estrangeiras e Tradução da Universidade de Brasília, UnB.

Fidel Armando Cañas, Universidade Federal de São Carlos

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Federal de São Carlos, SP.

Downloads

Publicado

2018-08-02