A ESTRUTURA RETÓRICA DE UMA REDAÇÃO DO ENEM

UMA ANÁLISE FUNCIONALISTA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47456/cl.v14i28.31039

Palavras-chave:

Funcionalismo, Estrutura retórica, Redação, Plausibilidade

Resumo

O presente trabalho fundamenta-se na Teoria da Estrutura Retórica do Texto (Rhetorical Structure Theory – RST). De acordo com Mann e Thompson (1988), a RST corresponde a uma ferramenta teórica profícua para a descrição das relações entre as cláusulas de um texto, a análise dos sentidos de conjunções no processo de combinação de orações, o estudo da coerência e a identificação das proposições relacionais que, embora não estejam muitas vezes marcadas, acabam por emergir da estrutura durante o processo de interpretação textual. Com o aparato teórico da RST, analisamos a composição estrutural e as proposições relacionais explícitas e inferidas que emergem em uma redação do ENEM selecionada pelo INEP como exemplo de texto que obteve nota máxima em 2017. Nosso estudo é um exercício de análise textual pautado na RST, com o objetivo de demonstrar como esse aparato teórico pode orientar a análise de uma produção textual de natureza tão específica, explicitando relações entre cláusulas, bem como entre porções textuais maiores, tais como período e parágrafos. Assim, observamos que a redação do ENEM apresentou estrutura retórica condizente com a tipologia textual dissertativo-argumentativa. Foram identificadas relações que estão diretamente envolvidas no desenvolvimento temático e argumentativo, tais como evidência, lista, conclusão e elaboração.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Araújo Cavalcante Filho, UFC

Doutorando em Linguística na Universidade Federal do Ceará (UFC); mestre em Letras (ProfLetras) pela UFC; especialista em Metodologia de Ensino de Língua Portuguesa pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci; graduado em Letras pela UFC. É professor efetivo da Rede Estadual de Ensino do Ceará.

Márcia Teixeira Nogueira, UFC

Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), com estágio pós-doutoral no Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC/Portugal); mestra em Linguística e Ensino da Língua Portuguesa pela Universidade Federal do Ceará (UFC); graduada em Letras pela UFC. É professora titular aposentada da UFC, onde atua no Programa de Pós-Graduação em Linguística e no Mestrado Profissional em Letras.

Referências

ANTONIO, J. D. A estrutura retórica de textos orais e de textos escritos. Acta Scientiarum, Maringá, v. 23, n. 1, p. 18-25, 2001.

ANTONIO, J. D. Algumas contribuições da teoria da estrutura retórica do texto para o ensino de leitura e compreensão de textos na escola. Signum, Londrina, n. 13/2, p. 81-100, 2010.

ANTONIO, J. D.; SANTOS, J. A. A estrutura retórica do gênero resposta argumentativa. Signum, Londrina, n. 17/2, p. 193-223, 2014.

AZAR, M. Argumentative text as rhetorical structure: an application of rhetorical structure theory. Argumentation, v. 13, p. 97-223, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Redação do Enem 2018: cartilha do participante. Brasília: Inep, 2018.

CARLSON, L; MARCU, D. Discourse tagging reference manual. 2001.

DECAT, M. B. N. A Articulação Hipotática Adverbial do Português em Uso. In: DECAT, M. B. N. et al. (Orgs.). Aspectos da gramática do português: uma abordagem funcionalista. Campinas: Mercado de Letras, 2001. p. 103-166.

DECAT, M. B. N. A estrutura retórica de orações em gêneros textuais diversos: uma abordagem funcionalista. In: SARAIVA, M. E. F.; MARINHO, J. H. C. (Orgs.). Estudos da língua em uso: da gramática ao texto. Belo Horizonte: Editora da UFMG, p. 231-262, 2010.

GARCIA, O. M. Comunicação em prosa moderna. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

MANN, W. C.; MATTHIESSEN, C.; THOMPSON, S. A. Rhetorical Structure Theory and Text Analysis. In: MANN, W. C.; THOMPSON, S. A (Orgs.). Discourse description: diverse linguistic analyses of fund-raising text. Amsterdam: J. Benjamins, 1992. p. 39-77.

MANN, W. C.; TABOADA, M. RST Web Site. 2010. Disponível em: http://www.sfu.ca/rst/01intro/definitions.html.

MANN, W. C.; THOMPSON, S. A. Rhetorical structure theory: a theory of text organization. California: Information Sciences Institute, 1987.

MANN, W. C.; THOMPSON, S. A. Rhetorical structure theory: toward a functional theory of text organization. Text, v. 8, n. 3, p. 243-281, 1988.

NEVES, M. H. M. O texto na teoria funcionalista da linguagem. In: O texto e seus conceitos. São Paulo: Parábola, 2016. p. 93-102.

NOGUEIRA, M. T. A aposição não-restritiva em textos do português contemporâneo escritos no Brasil. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) – Programa de Pós-Graduação em Linguística, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Fulho, Araraquara, 1999.

TABOADA, M.; MANN, W. Rhetorical structure theory: looking back and moving ahead. Discourse Studies, v. 8, p. 423-459, 2006.

VAN DIJK, T. A. Cognição, discurso e interação. São Paulo: Editora Contexto, 2019.

Downloads

Publicado

2020-10-14