https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/issue/feed Dimensões 2022-08-04T21:35:12-03:00 Profa. Dra Karulliny Silverol Siqueira revistadimensoes@ufes.br Open Journal Systems Dimensões – Revista de História da Ufes é um periódico semestral voltado para a divulgação de pesquisas inéditas sob a forma de dossiês ou artigos livres, publicando também resenhas de lançamentos recentes. https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/37052 Foi mesmo a agricultura a grande revolução do neolítico? 2022-02-11T16:40:33-03:00 Rodrigo Luiz Simas de Aguiar rodrigoaguiar@ufgd.edu.br <p class="western" align="justify">Durante décadas persistiu nas bancadas escolares a ideia de que a agricultura foi a grande revolução do neolítico, que permitiu a emergência de complexidade social e a formação das sociedades clânicas. Esta noção, surgida no século XIX, teve especial impulso a partir da década de 1950 com Gordon Child e persistiu ao londo do século XX. Contudo, novas descobertas arqueológicas demandam uma revisão deste pressuposto teórico, forçando-nos a repensar até mesmo as tradicionais noções de sedentarismo e nomadismo.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/36890 Analogias & Alusões: 2022-01-29T02:40:53-03:00 Keila Auxiliadora Carvalho keilaacarvalho@gmail.com Ramon Feliphe Souza ramonlipisouza@gmail.com <p>O presente artigo tem como objetivo acompanhar os discursos sobre a lepra na imprensa da cidade de Diamantina, Minas Gerais, especificamente no jornal católico <em>Pão de Santo Antônio,</em> entre os anos de 1930 e 1934, período em que estava sendo estruturada a política de isolamento compulsório dos acometidos pela doença. A intenção é mostrar que, antes de ser elevada à condição de “flagelo nacional” e se tornar alvo de políticas públicas de saúde, a assistência aos doentes ficou a cargo de instituições privadas confessionais ou laicas, destacadamente das Sociedades de Assistência aos Lázaros e Defesa contra a Lepra. Criada incialmente em São Paulo, a instituição se expandiu por vários estados do Brasil, inclusive para Minas Gerais, em 1931. Argumentamos que a imprensa foi um veículo importante no processo de legitimar as políticas de controle da lepra, de modo especial o isolamento compulsório, já que por ela circularam representações que atribuíram um significado à doença repleto de conotações pejorativas, contribuindo para sua difusão e incorporação ao imaginário social.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/37661 Américo Oliveira versus American Power: 2022-03-07T13:30:01-03:00 Douglas Edward Furness Grandson douglas.furness@gmail.com <p><em>Este artigo versa sobre a atuação da American &amp; Foreign Power (AMFORP) no Espírito Santo por meio da sua subsidiária local, a Companhia Central Brasileira de Força Elétrica (CCBFE), fornecedora dos serviços de eletricidade, transportes urbanos e telefonia. Por outro lado, analisa a reação regional efetivada pelo médico Américo Oliveira, que publicou uma série de artigos em A Gazeta. Esses documentos permitem a análise da cultura material da eletrificação capixaba; da reação regional mobilizada pelo médico Américo Oliveira e a sua transformação do contexto de 1946 até 1953, quando uniu a crítica moralista do tipo udenista ao nacionalismo. Utilizando a análise do discurso adaptada para historiadores e os conceitos de noções, crenças, projeto e propaganda de André R. V. V. Pereira foi possível indicar os atos comunicativos voltados para o convencimento público, onde os projetos nacionais e internacionais entraram em combate aberto. </em></p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/37311 Limites dos Sistemas Liberais Frente ao Crescimento de Lideranças Políticas Extremistas no Início do Século XXI 2022-02-22T21:45:52-03:00 Júlio Cesar Meira juliohistoriador@gmail.com <p>O início do século XXI tem sido marcado pela ascensão de governos com colorações autoritárias em vários países ocidentais, do leste Europeu às Américas. Partimos de uma análise da hipótese central da obra “Como as Democracias Morrem”, de Levitsky e Ziblatt (2018), que ao testemunhar a chegada ao poder de Donald Trump, um <em>outsider</em> na política tradicional norte-americana, apontam a necessidade de reforçar os filtros partidários para impedir as candidaturas com graus variados de conteúdos fascistóides, autoritários e demagógicos, em seu nascedouro, para refletir sobre a incapacidade de as instituições da democracia liberal compreender e atender as demandas de seus cidadãos, contribuindo para o florescimento de sentimentos de insatisfação generalizada, da ampliação do fosso da desigualdade social e da sensação de expectadores de um processo para o qual os cidadãos não tem participação. Buscamos demonstrar que a receita de aprofundamento dos mecanismos de controle institucional da democracia liberal não é a resposta neste momento de “crise dos mapas ideológicos”.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/34717 Higienismo e determinismo racial nos textos de Sílvio Romero sobre Machado de Assis 2022-03-07T13:37:30-03:00 Fabio Muruci Santos fmuruci@yahoo.com.br <p>O artigo examina a leitura crítica da obra de Machado de Assis feita por Silvio Romero. A análise está centrada em dois objetivos. Em primeiro lugar, descrever como o suposto desinteresse de Machado pela paisagem nacional é considerado por Romero como um comportamento típico da mentalidade imperial fluminense, que governaria o país sem interesse pelas províncias. Em segundo lugar, argumentar que o uso de instrumentos biográficos e pressupostos raciais deterministas foi fundamental para que Romero pudesse estabelecer uma sincronia entre a suposta alienação pessoal de Machado diante de suas origens raciais e a cisão maior entre as elites do Rio de Janeiro e a verdadeira nação.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/37532 Thomas Mann: 2022-03-17T13:36:33-03:00 Wander Luiz Demartini Nunes wander.demartini@gmail.com <p>O presente trabalho busca refletir sobre o posicionamento e os escritos de Thomas Mann no período da ascensão nazista e da Segunda Guerra Mundial. Cabe ressaltar que o autor havia lançado mão de um posicionamento nacionalista em seus escritos políticos ao longo da Primeira Guerra Mundial, no entanto, o movimento de Hitler o fez aprofundar a reformulação de suas ideias, processo que já havia se iniciado na década de 1920. No texto, busco enfatizar as críticas de Mann ao nazismo e sua atuação como figura de destaque na literatura alemã. Para este fim, analiso seus discursos contra Hitler, que foram transmitidos para a Alemanha através da BBC de Londres no período em que o autor já se encontrava no exílio.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/34418 “Para que todos sejam um” (Jo 17,21): 2021-10-22T11:58:37-03:00 Roney Marcos Pavani roney.pavani@ifes.edu.br <p align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;">Este trabalho tem por finalidade analisar como se processa o combate e a condenação feitos por Ireneu (130-202), bispo de Lyon, contra os cristãos </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><em>gnósticos</em></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">, num contexto em que o cristianismo não apresentava ainda um corpo doutrinário definido. Era evidente a preocupação do bispo em defender um cristianismo hierárquico, fundamentado numa explicação dogmática a respeito do advento de Cristo, em oposição aos ensinamentos gnósticos, de natureza esotérica e subjetiva. Para compreender essa estigmatização, utilizamos como instrumental teórico os conceitos de </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><em>representação social</em></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"> e </span><span style="font-family: Times New Roman, serif;"><em>identidade</em></span><span style="font-family: Times New Roman, serif;">, presentes respectivamente em autores como Mary Jane Spink (2004), Tomaz Tadeu da Silva (2014) e Kathryn Woodward (2014). Estes conceitos nos capacitam a entender como um determinado grupo constrói sua identidade mediante a desqualificação de outros grupos, e a partir daí legitima suas ações e projetos de poder. </span></p> <p align="justify"><span style="font-family: Times New Roman, serif;">Palavras-chaves: Principado, cristianismo, heresia, identidade.</span></p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/37938 Looking Back at the Future: 2022-06-13T17:45:30-03:00 Thais Rezende S. de Sant’ Ana primarysource2019@gmail.com <p>This article examines the visit of António de Almeida to the 1922 International Centennial Exhibition in Rio de Janeiro as a building block of the mythology of traditional Portuguese culture as a pillar of nation state imaginary in modern Brazil. Rather than focusing on the failure the Portuguese government to negotiate a commercial treaty with Brazil, it shows that this visit had cultural consequences in its promotion of a lusophile view of Brazilian history and culture.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões https://www.periodicos.ufes.br/dimensoes/article/view/33949 Eleições, fraudes e conspirações: 2022-01-17T12:22:00-03:00 Arthur Roberto Germano Santos arthurgermanosantos@gmail.com <p>Este artigo pretende analisar o papel dos presidentes da província no movimento mais amplo de definição dos espaços institucionais de ação das elites políticas do Império (o estabelecimento do governo provincial e, por conseguinte, das Assembleias Provinciais). Para isso, analisarei a anulação do pleito de 1842 por entender que ele ilustra a atuação dos diversos atores políticos provinciais naquele momento – o presidente de província em particular – e prolongo a análise até meados da década de 40, tentando situá-la de maneira um pouco mais ampla no contexto político nacional. As fontes primárias utilizadas são diversas: fontes oficiais, a legislação, petições e representações em relação às eleições e os jornais.</p> 2022-08-04T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2022 Dimensões