De Wagner a Bizet

O longo caminho de Nietzsche ao Sul

Autores

  • Oscar Quejido Alonso Universidade Complutense de Madrid

Resumo

A conhecida rejeição da obra de Wagner por Nietzsche, desde o começo da década de 1880, coincide com o reconhecimento exaltado da ópera Carmen, de G. Bizet. Contudo, tanto a rejeição de um quanto o reconhecimento do outro não são produto do capricho nem do despeito do filósofo, antes respondem a questões filosóficas e culturais mais profundas. Como mostraremos, a crítica à Modernidade, assim como a articulação de seu próprio pensamento, formam a base dessa polêmica aparentemente centrada na música.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Oscar Quejido Alonso, Universidade Complutense de Madrid

Professor da Universidade Complutense de Madrid e coordenador da Red Iberoamericana de Estudios Nietzscheanos (RIEN). Madri, Espanha.

Downloads

Publicado

2020-07-10

Edição

Seção

Artigos