De Otto Stupakoff ao IMS: a primeira seleção de um fotógrafo

Autores

  • Patricia Kiss Spineli PUC-SP
  • Edson do Prado Pfützenreuter PPGAV-Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v1i19A.20460

Resumo

Otto Stupakoff foi um renomado fotógrafo brasileiro que consolidou sua atuação fotográfica internacionalmente produzindo para importantes revistas como Harpes's Bazaar e Vogue. O material contendo – negativos, diapositivos, folhas de contato e ampliações – foi transferido por Otto Stupakoff ao Instituto Moreira Salles em 2008. Antes do repasse, o fotógrafo organizou seu material na seguinte configuração:  alguns negativos foram divididos em duas caixas pretas denominadas pelo IMS como Caixa 1 e Caixa 2, o restante foi acondicionado em envelopes e pastas. A partir da organização citada acima, focamos na descrição e discussão sobre os negativos contidos nas Caixa 1 e Caixa 2, especialmente na Caixa 1 que refere-se à primeira seleção de Stupakoff. Entendemos que os materiais contidos nessas duas caixas podem ser vistos como documentos de processo que possibilitam o estudo e a análise do percurso criativo do fotógrafo. Além disso, pelo âmbito da escolha pessoal em como organizar e preferenciar sua obra antes de repassá-la a uma instituição de salvaguarda, o fotógrafo demonstra seu olhar frente a seu trabalho. A sistematização das caixas feita pelo próprio autor também possibilita a realização de inferências sobre o processo criativo desse fotógrafo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patricia Kiss Spineli, PUC-SP

Doutora em Artes Visuais pela Unicamp (2017). Mestre em Design pela Unesp (2013). Especialista em Fotografia pela Universidade Estadual de Londrina (2008). Graduada em Desenho Industrial pela Unesp (2003). Leciona para cursos de graduação em Fotografia, Design Gráfico e Artes Visuais. Atualmente é docente do curso de graduação em Publicidade e Propaganda da PUC-SP.

Edson do Prado Pfützenreuter, PPGAV-Unicamp

Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC – SP (1997). Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC – SP (1992). Graduado em Educação Artística - Artes Plásticas pela USP (1985). Professor da graduação e pós-graduação do Instituto de Artes da Unicamp.

Referências

ANASTÁCIO, Silvia Maria Guerra; SILVA, Célia Nunes. Uma visão sistêmica do
processo criador. Tessituras & Criação, São Paulo, n. 3, p. 52 – 63, set. 2012.
DUBOIS, Phillippe. O ato fotográfico e outros ensaios. 14 ed. Campinas: Papirus, 2012.
FERNANDES JUNIOR, Rubens. (Org.). Otto Stupakoff. São Paulo: Cosac Naify, 2006.
KOSSOY, Boris. Realidades e ficções na trama fotográfica. Cotia: Ateliê Editorial, 1999.
KRAUSS, Rosalind. Lo fotográfico: por una teoria de los desplazamientos. Trad. Zelich, Cristina. Barcelona: Gustavo Gili, 2002.
LIBERMAN, Alexander. Introduction. In: PENN, Irving. Moments Preserved. New York: Simon and Schuster, 1960.
FERRARA, Lucrécia D’Alessio. Leituras sem palavras. 4 ed. São Paulo: Ática, 2004.
JAKOBSON, Roman. Questions de poétique. Paris: Seuil, 1973.
MENDES, Ricardo; ARRUDA, Valdir. Otto Stupakoff: fotografia de moda em São Paulo na década de 1960. In: Revista D’Art, Centro Cultural São Paulo, n.8, São Paulo, dez., p.4-15, 2001.
MENDONÇA, Casimiro Xavier de. No Masp, Stupakoff expõe 13 anos de exílio
voluntário. Jornal da Tarde, São Paulo, p. 15, 28 mar. 1978a.
PFÜTZENREUTER, Edson do Prado. Processo de Criação de Narrativa Hipermidiática. In: Lucilinda
TEIXEIRA. (Org.). Leituras intersemiótica: Estudos Interdisciplinares e Multiculturais. Belém: Editora Unama, v. 1, p. 31-51 2006.
SOULAGES, François. Estética e método. Revista Ars, São Paulo,Usp, v.2, n. 4, 2004.
______. A fotograficidade. Revista Porto Alegre, Porto Alegre, v.13, número 22, maio/2005.
______. Estética da fotografia: perda e permanência. São Paulo: Senac, 2010.
STUPAKOFF, Otto. Lembretes: Otto Stupakoff. In: FERNANDES JUNIOR, Rubens.
Otto Stupakoff. Cosac Naify, 2006.
______. Otto Stupakoff: depoimento [22 mar. 1978a]. Entrevistador: José Nogueira. São Paulo: MIS-SP, 1991. 2 cassetes sonoros.
______. Otto Stupakoff: depoimento [3 nov.1978b]. Entrevistador: José Nogueira. São Paulo: MIS-SP, 1991. 2 cassetes sonoros.
______. Otto Stupakoff: depoimento [3 nov.1978c]. Entrevistador: José Nogueira. São Paulo: MIS-SP, 1991. 2 cassetes sonoros.
______. [carta] [jan. 1978c], São Paulo [para] BARDI, Pietro, São
Paulo. 1f. frente e verso. Texto referente a ele e a exposição de 1978 no MASP.
______. Otto Stupakoff: depoimento [10 out. 2000]. Entrevistadores: Ricardo Mendes e Valdir Arruda. Centro cultural São Paulo, 2000a. 1 cassete sonoro. 1 transcrição.
______. Otto Stupakoff: depoimento [10 out. 2000]. Entrevistadores: Ricardo Mendes e Valdir Arruda. Centro cultural São Paulo, 2000b. 1 cassete sonoro. 1 transcrição.
SALLES, Cecília de Almeida. Gesto inacabado: processo de criação artística. 5 ed. São Paulo: Intermeios, 2013.
______. Crítica genética: fundamentos dos estudos genéticos sobre o processo de criação artística. 3 ed. São Paulo: Educ, 2008.
SICARD, Monique. Les enjeux d’une génétique photographique. Genesis [En ligne], n. 40, 2015. Disponível em: <http://genesis.revues.org/1448>. Último acesso em: 9 ago. 2017.
SPINELI, Patricia Kiss. Entre escolhas: o processo criativo e a poética fotográfica de Otto
Stupakoff. 2017. 376 fls. Tese (Doutorado em Artes Visuais). Instituto de Artes, Unicamp,
Campinas, SP: [s.n.], 2017.
SPINELI, Patricia Kiss; PFÜTZENREUTER, Edson do Prado. A organização do material fotográfico de Otto Stupakoff: o olhar do fotógrafo sobre a sua produção In: XII Congresso da APCG, 2015, Salvador. XII Congresso da APCG Estudos de processo no século XXI: Multilinguismo, multimídia e multiverso, 2015, Salvador. XII Congresso da APCG Estudos de processo no século XXI: Multilinguismo, multimídia e multiverso, 2015. p.125 126.
TOLEDO, Conceição Arruda. Gênese e memória. São Paulo: Komedi, 2000.

Downloads

Publicado

2018-08-10

Como Citar

Spineli, P. K., & Pfützenreuter, E. do P. (2018). De Otto Stupakoff ao IMS: a primeira seleção de um fotógrafo. Revista Farol, 1(19A), 97–108. https://doi.org/10.47456/rf.v1i19A.20460

Edição

Seção

Seção Temática