SABER TRADICIONAL DE PEQUENOS AGRICULTORES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DUAS BOCAS, ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: UMA ABORDAGEM DA ETNOCLIMATOLOGIA

Autores

  • Julhia Dias Nunes Kiffer Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Camilah Antunes Zappes Programa de Pós-Graduação em Geografia, Laboratório de Geografia Física, Universidade Federal Fluminense, https://orcid.org/0000-0002-5486-6577
  • Eberval Marchioro UFES

DOI:

https://doi.org/10.7147/GEO30.28022

Palavras-chave:

onhecimento tradicional, Agricultura, Meteorologia.

Resumo

A observação dos sinais da natureza ao longo da existência humana beneficiou a construção de saberes empíricos sobre o clima. O objetivo deste estudo é descrever aspectos sociais, caracterizar o saber local voltado à indicadores meteorológicos de previsão de precipitação a partir do conhecimento de pequenos agricultores residentes ao entorno da Reserva Biológica de Duas Bocas, município de Cariacica, estado do Espírito Santo (ES), sudeste do Brasil, localizada na Bacia Hidrográfica do Rio Duas Bocas. Foram realizadas 50 entrevistas etnográficas semiestruturadas, além da aplicação das observações participante e direta; e utilizado um diário de campo. Os agricultores são em sua maioria do sexo masculino (n=41), atuam na agricultura da região há pelo menos 40 anos e possuem baixa escolaridade com ensino fundamental incompleto principalmente. Os principais cultivos na região são banana, café e mandioca. O verão é a estação com maior produção agrícola por apresentar altas temperaturas e elevados índices pluviométricos. A maioria dos agricultores (n=41; 82%) confia na previsão etnoclimatológica derivada do conhecimento tradicional. A dinâmica atmosférica, o comportamento da fauna e os astros celestes foram os principais indicadores de chuva. O conhecimento etnoclimatológico mostra-se importante na manutenção da prática agrícola na região estudada, já que o sucesso da colheita depende deste saber local.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julhia Dias Nunes Kiffer, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Licenciada em Geografia (UFES)

 

Camilah Antunes Zappes, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Laboratório de Geografia Física, Universidade Federal Fluminense,

Doutora em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (RJ) , Mestrado em Ciências Biológicas Comportamento e Biologia Animal pela Universidade Federal de Juiz de Fora, (MG) , Bacharel e Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Vale do Rio Doce.

Eberval Marchioro, UFES

Graduado em Geografia-UFES, Mestrado em Geografia-UFMG, Doutorado em Geografia-UFRJ, Prof. Dr. Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFES. Atuação em Geomorfologia, Hidrogeomorfologia, Modelagem Geomorfológica e Hidrogeomorfológica.

Downloads

Publicado

2020-07-08

Como Citar

DIAS NUNES KIFFER, J. .; ANTUNES ZAPPES, C.; MARCHIORO, E. SABER TRADICIONAL DE PEQUENOS AGRICULTORES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DUAS BOCAS, ESTADO DO ESPÍRITO SANTO: UMA ABORDAGEM DA ETNOCLIMATOLOGIA. Geografares, [S. l.], v. 1, n. 30, p. 155–175, 2020. DOI: 10.7147/GEO30.28022. Disponível em: https://www.periodicos.ufes.br/geografares/article/view/28022. Acesso em: 16 jan. 2021.