Efeito da aplicação de resveratrol tópico em indivíduos com sinais de envelhecimento cutâneo: uma revisão sistemática

Effect of topical resveratrol application in individuals with signs of skin aging: a systematic review

Autores

  • Victória Lima da Silva Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre
  • Helena Schirmer Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.47456/hb.v3i1.37034

Palavras-chave:

Resveratrol, Envelhecimento Cutâneo, Rejuvenescimento, Revisão Sistemática

Resumo

O envelhecimento cutâneo é acompanhado por perda da elasticidade da pele, que resulta em flacidez, aparecimento de rugas finas ou profundas, além de se observar desidratação. Este processo pode ser acompanhado por uma diminuição gradual no número de melanócitos, associada por um aumento irregular da melanogênese que resulta em discromias tais como hipo ou hiperpigmentação. O interesse em novas substâncias com propriedades de rejuvenescimento cutâneo, especialmente de fontes naturais, tem aumentado nos últimos anos. Nesta linha, resveratrol (3,4’,5-trihydroxy-trans-estilbeno) é uma substância natural e vem sendo bastante utilizada na indústria cosmética devido ao seu potencial antioxidante, antiinflamatório e despigmentante. O objetivo do trabalho foi analisar o potencial do resveratrol tópico em promover o rejuvenescimento cutâneo. A busca foi realizada em bases de dados eletrônicas como MEDLINE e EMBASE por estudos que testaram a aplicação tópica de resveratrol em humanos e determinaram a eficácia no rejuvenescimento cutâneo. A busca resultou em dois artigos que atenderam aos critérios de inclusão. Nos dois estudos foi observado melhora na aparência geral da pele, acompanhado na melhora de rugas finas, brilho, firmeza, vermelhidão e manchas. Apesar dos estudos comprovarem os benefícios da utilização do resveratrol, nenhum deles testou a substância isoladamente.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-30

Edição

Seção

Ciências da Saúde