Trabalho, Serviço Social e o papel educativo da profissão

Autores

  • Taciane Couto Gonçalves Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2016v16n32p53-72

Resumo

Partindo da compreensão do Serviço Social como uma especialização do trabalho coletivo inscrita nos processos de hegemonia, este artigo busca contribuir com as reflexões sobre a dimensão ideopolítica da profissão e sua prática educativa, historicamente requisitada nos seus diversos espaços sócio-ocupacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taciane Couto Gonçalves, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Bacharela em Serviço Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (FSS/UFJF, 2013) e mestranda no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGSS/UFRJ, desde 2015).

Referências

BRAVERMAN, Harry. Trabalho e capital monopolista: a degradação do trabalho no século XX. 3. ed. Rio de Janeiro. Guanabara, 1987.

GRAMSCI, Antonio. Americanismo e fordismo. São Paulo. Hedra, 2011.

GRANEMANN, S. Processos de trabalho e Serviço Social. In: Capacitação em Serviço Social e Política Social. Módulo I. Brasília-DF, CEAD, 1999.

GUERRA, Yolanda. Expressões do pragmatismo no Serviço Social: reflexões preliminares. Katálysis, Florianópolis, v. 16, n. esp., p, 39-49, 2013.

IAMAMOTO, Marilda V.; CARVALHO, Raul de. Relações sociais e Serviço Social no Brasil. 25. ed. São Paulo. Cortez, 2008.

______. Renovação e conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. 12. ed. São Paulo. Cortez, 2013.

______. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. 9. ed. São Paulo. Cortez, 2015.

MANDEL, Ernest. O capitalismo tardio. São Paulo. Abril Cultural, 1982.

MARX, Karl. O Capital: Capítulo VI (inédito): resultados do processo de produção imediata. Tradução da edição castelhana por Eduardo Sucupira Filho. São Paulo. Ciências Humanas, 1978.

MARX, Karl. O Capital: Capítulo VI (inédito): resultados do processo de produção imediata. 2. ed. São Paulo. Centauro, 2004.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. Livro I. São Paulo. Boitempo, 2013.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo. Expressão Popular, 2009.

PAULO NETTO, José. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 8. ed. São Paulo. Cortez, 2011.

SIMIONATTO, Ivete. Gramsci: sua teoria, incidência no Brasil, influência no Serviço Social. São Paulo. Cortez, 1995.

VAZQUEZ, Sanches A. Filosofia da práxis. Rio de Janeiro. Paz e Terra, 1990.

Downloads

Publicado

2017-02-26