Notas sobre a organização político-sindical dos assistentes sociais na atualidade

Autores

  • Renata de Oliveira Cardoso Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2016v16n32p307-328

Resumo

O presente artigo pretende analisar a organização político-sindical dos assistentes sociais do Brasil na atualidade, a partir do estudo crítico da Federação Nacional dos Assistentes Sociais (FENAS), criada nos anos 2000. Para efetuar tal discussão, retoma-se neste estudo, as diretrizes do movimento chamado novo sindicalismo, e seus impactos para o Serviço Social durante a década de 1980 que, dentre outros, se expressou na deliberação e tentativa de transição dos assistentes sociais de seus sindicatos corporativos para os constituídos por ramo de atividade econômica. Infelizmente, esta transição foi inconclusa não só por questões próprias à categoria, mas sobretudo pela consolidação da plataforma neoliberal e pela crise do sindicalismo nacional, na década de 1990. Nesse sentido, nos parece importante reafirmar que os sindicatos – desde que tenham liberdade, autonomia sindical e direção política comprometida com a emancipação humana – são instrumentos interessantes à organização dos trabalhadores e à luta contra o capital. Por isso, a análise crítica da Federação pode contribuir para o debate sobre a reorganização político-sindical dos assistentes sociais na atualidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata de Oliveira Cardoso, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora do curso de Serviço Social na Universidade Federal Fluminense de Rio das Ostras desde janeiro de 2013. Doutoranda em Serviço Social no Programa de Pós Graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Serviço Social pela UFRJ (2012) e bacharel em Serviço Social pela mesma universidade (2008). Formação com ênfase nas seguintes temáticas: políticas públicas, reformas do estado, organização dos trabalhadores, formação profissional e Serviço Social.

Referências

ABRAMIDES, Maria Beatriz Costa A organização político-sindical dos assistentes sociais: trajetória de lutas e desafios contemporâneos. Serviço Social & Sociedade. São Paulo, n. 97, v. 30, p. 85-108, jan./mar. 2009.

______; CABRAL, Maria do Socorro Reis. O novo sindicalismo e o serviço social: trajetória e processos de luta de uma categoria – 1978-1988. São Paulo: Cortez, 1995.

______.; ______. O significado do papel político do III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais – CBAS – 1979. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 100, v. 30, p. 728-39, out./dez. 2009a.

______. A organização política do serviço social e o papel da CENEAS/ANAS na virada do serviço social brasileiro. CFESS. Conselho Federal de Serviço Social (Org.). 30 Anos do Congresso da Virada, Brasília-DF, 2009b.

ALVARENGA, Mariza Pereira; DALLARUVERA, Margareth Alves. Por que Fenas? A história contada por seus protagonistas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 28, n. 92, p. 187-200, nov. 2007.

ANTUNES, Ricardo. O novo sindicalismo no Brasil. São Paulo: Pontes, 1995.

BRASIL. Decreto-Lei n, 5.452, de 1 de maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília-DF: 9 ago. 1943. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del5452.htm>. Acesso em: 7 jan. 2012.

CUT. Central Única dos Trabalhadores. Resoluções do 2 Congresso Nacional da CUT: 2º Concut). 1986. Rio de Janeiro: CUT, 1986. Disponível em: <https://www.cut.org.br/system/uploads/document/490ed55b00a0a6b5eea9aa486ae719f3/file/2-congresso-nacional-da-cut-2-concut-31-07-a-03-08-1986.pdf>. Acesso em: 8 fev. 2012.

______. Resoluções do 4 Congresso Nacional da CUT (4º Concut). São Paulo: CUT, 1991. Disponível em: < https://www.cut.org.br/system/uploads/document/4a876924ac432c9b70b6ce7b965472fa/file/4-congresso-nacional-da-cut-4-concut-04-a-08-09-1991.pdf>. Acesso em: 8 fev. 2012.

______. Resoluções do 7 Congresso Nacional da CUT (7º Concut). 2000. Serra Negra: CUT, 2000. Disponível em: < https://www.cut.org.br/system/uploads/document/b914a5d169c187f5c3b4dd5124cbf29f/file/7-congresso-nacional-da-cut-7-concut-15-a-19-08-2000.pdf>. Acesso em: 8 fev. 2012.

______. Resoluções da 10 Plenária Nacional da CUT. São Paulo: CUT, 2002. Disponível em: <https://www.cut.org.br/system/uploads/document/b38c9385b22b0197c4ced31802c7e349/file/10-plenaria-nacional-da-cut-08-a-11-05-2002.pdf>. Acesso em: 8 fev. 2012.

CFESS. Conselho Federal de Serviço Social. A contribuição do CFESS para o debate sindical. Rio de Janeiro: CFESS, 2001. (Texto mimeo).

FENAS. Federação Nacional dos Assistentes Sociais. Resgate histórico da organização política da categoria. Informativo FENAS, Rio de Janeiro, Ed. esp. jul. 2010. Disponível em: <http://www.sasers.com.br/arquivos/fenas-uerj.pdf> Acesso em: 10 nov. 2011.

______. Estatuto da Federação Nacional dos Assistentes Sociais. Rio de Janeiro, jan. 2011. Disponível em: <http://www.fenas.org.br/materias.html> Acesso em: 12 fev. 2012.

HORTA, Danielle Silva da. A trajetória histórica da organização político-sindical dos assistentes sociais no estado do Rio de Janeiro. 2009. 302 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social)- Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

PAULO NETTO, José. III CBAS: algumas referências para sua contextualização. In: CFESS. Conselho Federal de Serviço Social (Org.). 30 Anos do Congresso da Virada, Brasília-DF, 2009.

Downloads

Publicado

2017-02-26