MOVIMENTOS SOCIAIS E SERVIÇO SOCIAL: TERMOS DO DEBATE

Autores

  • Maria Lúcia Duriguetto Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Serviço Social.
  • Raphael Dutra Bazarello Faculdade de Serviço Social - Universidade Federal de Juiz de Fora.

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2015v15n29p133-155

Resumo

O artigo apresenta uma sistematização dos conteúdos dos artigos publicados na Revista Serviço Social e Sociedade sobre a temática das organizações e das lutas sociais. Nosso objetivo é apresentar os termos do debate desenvolvidos nas produções do período 1979-2013. Uma das conclusões que explicitamos é que a intervenção do Serviço Social nos processos de mobilização e organização popular é pouco tematizada, sobressaindo-se tematizações sobre os espaços de participação institucional, notadamente os dos conselhos de direitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lúcia Duriguetto, Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Serviço Social.

Professora doutora da Faculdade de Serviço Social da Universidade Federal de Juiz de Fora. Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Raphael Dutra Bazarello, Faculdade de Serviço Social - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Graduando em Serviço Social pela Faculdade de Serviço Social-UFJF e bolsista PIBIC.

Referências

ABRAMIDES, M. B. C. A organização político-sindical dos assistentes sociais: trajetória de lutas e desafios contemporâneos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 97, p. 85-108, out./dez. 2009.

______; CABRAL, M. do S. R. O significado do papel político do III Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais – CBAS – 1979. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 100, p. 728-739, out./dez. 2009.

ABREU, M. M. A questão pedagógica e a hegemonia das classes subalternas: aportes da análise gramsciana. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano 17, n. 51, p. 61-74, 1996.

______; CARDOSO, F. G.; RIBEIRO, M. A. F. Movimentos populares: algumas questões emergentes na constituição de sujeitos coletivos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 39, p. 31-61, 1992.

_______. ABEPSS: a perspectiva da unidade da graduação e a produção do conhecimento na formação profissional. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 95, p. 173-188, 2008.

ALMEIDA, C.; TATAGIBA, L. Os conselhos gestores sob o crivo da política: balanços e perspectivas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 109, p. 68-92, jan./mar. 2012.

AMMANN, S. B. Movimentos sociais: unidade na diversidade. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 36, p. 126-135, 1991.
ANTUNES, R. O desenho multifacetado do trabalho hoje e sua nova morfologia. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 1, n. 69, p. 107-120, 2002.

BAPTISTA, M. V. A participação como valor e como estratégia de ação do Serviço Social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 25, p. 21-29, 1987.

BASTOS, E. R. As classes subalternas e suas lutas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 6, n. 17, p. 41-48, 1985.

BAVA, S. C. Sobre o futuro da cidade de São Paulo, descentralização e participação: subprefeituras e conselhos de representantes. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. XXII, n. 66, p. 109-126, 2001.

BIDARRA, Z. S. Conselhos gestores de políticas públicas: uma reflexão sobre os desafios para a construção dos espaços públicos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVI, n. 88, p. 41-58, nov. 2006.

BRAVO, M. I. S. Desafios atuais do controle social no Sistema Único de Saúde (SUS). Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVI, n. 88, p. 75-100, nov. 2006.

______. O significado político e profissional do congresso da virada para o Serviço Social brasileiro. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 100, p. 679-708, 2009.

_______; CORREIA, M. V. Desafios do controle social na atualidade. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 109, p. 126-150, 2012.

BRAZ, M.; MATOS, M. C. de. 30 anos de rearticulação do Movimento Estudantil em Serviço Social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 96, p. 174-182, 2008.

BOSCHETTI, I. Condições de trabalho e a luta dos(as) assistentes sociais pela jornada semanal de 30 horas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 107, p. 557-584, jul./set. 2011.

BREDEMEIER, S. M. L. Conselho do idoso como espaço público. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXIV, n. 75 especial , p. 85-101, 2003.

CABRAL, E. H. de S. Espaço público e controle para a gestão social no terceiro setor. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 86, p. 30-55, 2006.

CAMPOS, E. B. Assistência social: do descontrole ao controle social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 26, n.88, p. 101-121, jul. 2006.

________; MACIEL, C. A. B. Conselhos paritários: o enigma da participação e da construção democrática. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 55, p. 143-155, 1997.

CARDOSO, F. G. Os Movimentos Sociais populares no processo de transformação social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 33, p. 5-30, 1990.

COLARES, M. Aspectos da relação igrejas-centros de assessoria popular. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 33, p. 45-60, 1990.

CONIL, E. M.; BRAVO, M. I. S.; COELHO, F. D. Políticas públicas e estratégias urbanas: o potencial político dos conselhos de saúde na construção de uma esfera pública democrática. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 49, p. 98-116, 1995.

CFESS. Conselho Federal de Serviço Social. Serviço Social a caminho do século XXI: o protagonismo ético-político do conjunto CFESS-CRESS. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 50, p. 172-190, 1996.

______. O CFESS e os desafios político-profissionais do Serviço Social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 95, p. 190-201, 2008;

CORREIA, M. V. da C. A relação Estado/sociedade e o controle social: fundamentos para o debate. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXIV, n. 77, p. 22-45, 2004.

COSTA, A. E. S. Relato de uma prática no bairro da Vila Embratel (São Luís do Maranhão). Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 28, p. 12-25, 1988.

COSTA, D. S. C. A (in) subordinação dos trabalhadores nas associações comunitárias. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 39, p. 34-67, 1992.

CRISTO, S. C. A. de. Controle social em saúde: o caso do Pará. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 109, p. 93-111, jan./mar. 2012.

DURIGUETTO, M. L. A questão dos intelectuais em Gramsci. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 118, p. 265-293, abr./jun. 2014.

_____. Sociedade civil, esfera pública, terceiro setor: a dança dos
conceitos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 81, p. 87-96, 2005.

______; SILVA Í.; DEBÓRTOLLI, D. Descentralização administrativa, políticas públicas e participação popular. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 96, p. 5-25, 2008.

_______ e BAZARELLO, R.D. Serviço Social nos processos de organização e mobilização popular. Relatório de Pesquisa . FSS/UFJF, 2014.

DURVALINA, M.; GOMES, M. de F. C. M. Sobre o caráter político das associações de moradores em favelas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 46, p. 17-29, 1994.

ESTANQUE, E. Movimentos sociais, classe e comunidade: reflexões sobre a sociedade portuguesa. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXII, n. 65, p. 54-77, 2001.

FERRAZ, A. T. R. Cenários da participação política no Brasil: os conselhos gestores de políticas públicas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 88, p. 59-74, 2006.

FREIRE, L. M. de B. O. Movimentos sociais e controle social em saúde do trabalhador: inflexões, dissensos e assessoria do Serviço Social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 102, p. 289-313, abr./jun. 2010.

GOHN, M. da G. Movimentos populares urbanos e democracia. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 17, p. 32-41, 1985.

______. Movimentos sociais urbanos no Brasil: produção teórica e projetos políticos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 25, p. 7-21, 1987.

______. Participação e gestão popular da cidade. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 26, p. 25-47, 1988.

______. Associações e mutirões comunitários: formas de organização popular. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, Ano IX, n. 28, 1988.

______. Comunidade: a volta do mito e seus significados. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 11, n. 32, p. 115-125, 1990.

______. Estudo comparativo sobre três formas de organização popular. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano 11, n. 33, p. 27-34, 1990.

______. Conselhos populares e participação popular. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. IX, n. 26, p. 25-47, 1990.

______. O novo associativismo e o terceiro setor. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 19, n. 58, p. 9-23, 1998.

GOMES, A. L. A nova regulamentação da filantropia e o marco legal do terceiro setor. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XX, n. 61, p. 91-108, 1999.

GUIMARÃES, S. J. A questão do assistente social enquanto intelectual. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 26, p. 120-146, 1988.

HERNÁNDEZ, J. G. V. Movimientos sociales para el reconocimiento de los movimentos indígenas y la ecologia política indígena. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 94, p. 123-139, 2008.

JACOBI, P. Ação coletiva, atores sociais e cultura política. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano IX, n. 28, p. 48-69, 1988.

KRUSE, H. Movimentos sociais, participação popular e educação. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 20, p. 28-34, 1986.

LIMA, B. A. Movimento social: a decodificação de um conceito. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 22, p. 43-55, 1986.

LÜCHMANN, L. H. H.; SOUSA, J. T. P. de. Geração, democracia e globalização: faces dos movimentos sociais no Brasil contemporâneo. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 84, p. 91-117, nov. 2005.

MACHADO, A. M. B. Serviço Social e educação popular: diálogos possíveis a partir de uma perspectiva crítica. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 109, p. 151-178, jan./mar. 2012.

MACHADO, G. S. Serviço Social nas ONGS no campo da saúde: projetos societários em disputa. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 102, p. 269-288, abr./jun. 2010.

MARTINELLI, M. L. Alianças e consenso no Serviço Social - algumas reflexões à luz da perspectiva gramsciana. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 22, p. 49-64, 1986.

MARTINS, R. S. et al. Pastoral operária e o movimento operário. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 18, p. 89-110, 1985.

MONTAÑO, C. Das ‘lógicas do Estado’ às ‘lógicas da sociedade civil’: Estado e terceiro setor em questão. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 59, p. 47-69, 1999.

MONTORO, T. S. Movimento social das mulheres. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 24, p. 23-39, 1987.

NASCIMENTO, E. P. Crise e movimentos sociais: hipóteses sobre os efeitos perversos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XIV, n. 43, p. 71-92, dez. 1993.

PAULO NETTO, J. A construção do projeto ético-político contemporâneo. In: CAPACITAÇÃO em Serviço Social e Política Social: mod. 1. Brasília-DF: Cead: ABEPSS: CFESS, 1999.

______. III CBAS: algumas referências para a sua contextualização. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 100, p. 650-678, out./dez. 2009.

OSTERNE, M. do S. F.; GEHLEN, V. R. F. A condição paradoxal que constitui o feminismo: dilemas sobre igualdade e diferenças. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. 26, n. 84, p. 140-168, 2005.

PAIVA, B. A. de; COUTO, B. R.; TAPAJÓS, L. M. S. Fórum Social Mundial: ‘movimento de movimentos’ contra a barbárie neoliberal. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v.1, n. 66, p. 49-75, 2001.

PANIAGO, M. C. As lutas defensivas do trabalho: contribuições problemáticas à emancipação. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 76, p. 78-92, 2003.

PAZ, R. O. Código de ética: reafirmar a função pública de conselheiros e conselheiras. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 85, p. 117-122, 2006.

PINHEIRO, M. M. B. CNAS: consolidando o direito do cidadão. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 88, p. 122-138, 2006.

PIRES, R. C. Participação e cooptação. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 28, p. 33-47, 1988.

PONTES, L.; BAVA, S. C. As ONGS e as políticas públicas na construção do Estado democrático. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVII, n. 50, p. 133-142, 1996.

PRATES, J. C. A democratização do poder local por meio do orçamento participativo da assistência social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 66, p. 91-108, jul. 2001.

RAICHELIS, R. Assistência social e esfera pública: os conselhos no exercício do controle social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v. XXIX, n. 56, p. 77-96, mar. 1998.

______. Articulação entre os conselhos de políticas públicas: uma pauta a ser enfrentada pela sociedade civil. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVII, n. 85, p. 109-116, 2006.

______; PAZ, R. Fórum nacional de assistência social: novo marco de interlocução entre sociedade civil e governo federal. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XX, n. 61, p. 110-131, 1999.

RAMOS, M. H. R. Para a crítica do paradigma dos movimentos sociais urbanos. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, v.1, n. 44, p. 71-92, 1994.

RAMOS, S. R. Organização política dos(as) assistentes sociais brasileiros(as): a construção histórica de um patrimônio coletivo na defesa do projeto profissional. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVIII, n. 88, p. 160-181, 2006.

________; SANTOS, T. R. M. dos. Dilemas e desafios do movimento sindical brasileiro: a particularidade da organização dos(as) assistentes sociais. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXIX, n. 94, p. 38-59, 2008.

RIBEIRO, L. Como pensar os movimentos de saúde? Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 29, p. 31-42, 1989.

RIBEIRO, M. O caráter pedagógico dos movimentos sociais. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 58, p. 41-71, 1998.

ROSA C. M. M; RAICHELIS, R. O serviço social e os movimentos sociais - análise de uma prática. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano III, n. 19, p. p. 74-97, 1985.

SANTOS, S. M. O CFESS na defesa das condições de trabalho e do projeto ético-político profissional. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 104, p. 695-714, out. dez. 2010.

SANTOS, V. N. Terceiro setor no serviço social brasileiro: aproximações ao debate. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXVIII, n. 91, p. 110-129, 2007.

SARACHU, G. Ausências y olvidos em el debate sobre el ‘tercer sector’: algunas anotaciones para la reflexión del servicio social. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 59, p. 127-151, mar. 1999.

SCHERER, E. F. Classes populares e ampliação da cidadania. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 23, p. 32-40, 1987.

SENNA FILHO, A. R. ONG de assessoria popular, novos movimentos sociais, Estado e democracia. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, Ano XV, n. 45, p. 42-65, ago. 1994.

SERPA, M. A. N. A instituição sindicato é necessária hoje? Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 60, p. 87-95, 1999.

SILVA, I. M. F. da. Os Conselhos de Saúde no contexto da transição democrática: um estudo de caso. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 55, p. 156-174, 1997.

SILVA, M. L. C. da. (Coord.) et al. Movimentos sociais e redes: reflexões a partir do pensamento de Ilse Scherer-Warren. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 109, p. 112-125, jan./mar. 2012.

SILVA, M. O. S. O Serviço Social e o popular: resgate teórico-metodológico do projeto profissional de ruptura. São Paulo: Cortez, 1995.

______. Trinta anos da Revista Serviço Social e Sociedade: contribuições para a construção e o desenvolvimento do Serviço Social no Brasil. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 100, p. 599-649, out./dez. 2009.

SIMIONATO, I. A concepção de hegemonia em Gramsci. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 43, p. 99-118, 1993.

SNOW, D. A.; MULCAHY, M. Espaço, políticas e estratégias de sobrevivência dos sem-teto. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 60, p. 60-82, 1999.

SOUZA, L. A. G. de. Lições do Fórum Social Mundial. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 66, p. 123-145, 2001.

SOUZA, L. E.; MARTINELLI, M. L. O trabalhador no contexto dos movimentos sociais. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 18, p. 77-93, 1985.

STEIN, R. H. A descentralização como instrumento de ação política e suas controvérsias. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XVIII, n. 54, p. 75-96, jul. 1997.

TEIXEIRA, E. C. O papel político das associações. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXIII, n. 72, p. 71-90, 2002.

TEIXEIRA, J. B. O Brasil na Federação Internacional de Assistentes Sociais. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 96, p. 89-101, 2008.

TOLEDO, L. R. Di M. C. 1968 e o cenário da resistência. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 58, p. 67-80, 1998.

VIANA, M. R. Lutas sociais e redes de movimentos no final do século XX. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XXI, n. 64, p. 34-56, nov. 2000.

YACOUB, L. B. D. A luta contemporânea pela redução da jornada de trabalho: recuperando antigas bandeiras. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n. 82, p. 46-72, 2005.

WANDERLEY, L. E. Os sujeitos sociais em questão. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, ano XIII, n. 40, p. 45-67, 1992.

Downloads

Publicado

2015-07-31