Projeto ético-político, consciência de classe e projeto societário: uma relação dialética

Autores

  • Salyanna de Souza Silva
  • Maria Alexandra da Silva Monteiro Mustafá

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2011v11n21p177-209

Resumo

Este artigo apresenta os principais resultados da Dissertação realizada junto ao Programa de Pós-Graduação em Serviço Social na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em 2011. Teve como objetivo principal analisar, a partir da atuação junto aos usuários(as) e da mobilização junto aos demais trabalhadores(as) da assistência social, o movimento da consciência de classe das/dos assistentes sociais dos Centros de Referência da Assistência Social (CRASs) de Recife; e sua relação dialética com o Projeto Ético-Político. A efetivação do projeto profissional do Serviço Social é tensionada por diversos fatores, sendo necessária a construção democrática de espaços coletivos juntamente a outras categorias profissionais e movimentos sociais. Nesse processo entendemos como componente essencial o reconhecimento de pertencimento à classe trabalhadora, por meio da tomada de consciência classe. Em nossas reflexões percebemos que as/os assistentes sociais dos CRASs em Recife, como também os demais trabalhadores(as) da Assistência Social, passam por um processo de uma tomada de consciência enquanto grupo, com indícios de identidade e solidariedade entre seus membros. Tal movimento contribui para a organização e fortalecimento desse segmento, visando, além da garantia dos direitos trabalhistas, a melhor implementação da política de assistência social no município. Ressaltamos que esse processo é a constatação de que existe um forte indício de objetivação do projeto profissional em uma interlocução com a construção de um novo projeto societário para a sociedade brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-02-25