VIOLÊNCIA, DISCRIMINAÇÃO, RACISMO E CONFLITOS ENVOLVENDO OS POVOS INDÍGENAS DO BAIXO TAPAJÓS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22422/temporalis.2019v19n38p180-193

Resumo

Neste artigo apresenta-se dados sobre os conflitos vivenciados pelos povos indígenas da região do baixo rio baixo Tapajós no estado do Pará. Através da revisão bibliográfica e observação participante, foi possível identificar que os povos indígenas sofrem casos de ameaças, violências diversas, criminalização e racismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Maria Gayoso da Costa, Universidade Federal do Pará

Assistente Social. Doutora em Ciências Socioambientais. Professora Adjunto IV da Faculdade de Serviço Social e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Pará (UFPa, Belém, Brasil).

Referências

ALMEIDA, A. W. B. de. Terras tradicionalmente ocupadas: terra de quilombos, terras indígenas, "Babaçuais Livre", "Castanhais do Povo", Faxinais e Fundos de Pasto. 2. ed. Manaus: editora da Universidade do Amazonas, 2008.
BALETTI, B.; SENA, A.; REGO, G. Em defesa da Amazônia moradores enfrentam madeireiros e o governo em batalhas locais. Janeiro de 2010. Disponível em: <http://www.ircamericas.org>. Acesso em: 14 dez. 2014.
BRASIL. Justiça Federal de Primeiro Grau no Pará: Segunda Vara da Subseção de Santarém. Sentença dos Processos: 2010.39.02.000249-0 e 2091-80.2010.4.01.3902 (ações civis públicas). 1º Autor: Ministério Público Federal. 2º Autor: Associação Intercomunitária de Trabalhadores Agroextrativistas de Prainha e Vista Alegre do Rio Maró e outros. Réus: Fundação Nacional do Índio e União. Juiz: José Airton de Aguiar Portela. Santarém, 26 de novembro de 2014. Disponível em: <http://www.prpa.mpf.mp.br/news/2015/arquivos/ entenca_TI_Maro.pdf>. Acesso em: 27 jul. 2016.
BUZATTO, Cleber César,. Integracionismo à vista:a violência contra os indígenas e o golpismo no Brasil. In CIMI, RELATORIO VIOLÊNCIA CONTRA OS POVOS INDÍGENAS NO BRASIL – Dados de 2016. Publicado em 2018.
CADERNO Nova Cartografia e Mapeamento sociais: resistência e mobilização dos Povos Indígenas do Baixo Tapajós, 2014
CATETE, Vania Lucia Lemos. MERCADO DE TERRAS, APROPRIAÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS NA AMAZÔNIA: o caso da Gleba Nova Olinda no Estado do Pará. 2016. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, Belém, 2016.
COSTA, S. M. G. da. Grãos na floresta: estratégia expansionista do agronegócio na Amazônia. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido, Belém, 2012.
FOUCALT, M. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Marchado. Rio de janeiro: Edição Graal, 1979.
Governo do Estado do Pará. Procuradoria Geral do Estado, 2014. Processo nº 2091-80.2010.4.01.3902.
MILANEZ, F. Sentença da Justiça Federal acirra conflitos em Santarém. Carta Capital. 12 dez. 2014. Disponível em: < http://www.cartacapital.com.br/blogs/blog-do-milanez/sentenca-da-justica-federal-exalta-racismo-a-indigenas-e-acirra-conflitos-em-santarem-6596.html>. Acesso em: 20 dez. 2014.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Ação Civil Pública. - nº 1.23.002.000587/2009-23. 2010.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Ação Civil Pública - nº 1.23.002.000043/2014-29.. 2014.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Ação Civil Pública –nº 2096-29.2015 .4.01.3902. 2015.
MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. RECURSO: contra a sentença judicial da Terra Indígena Maró, 2014.
PEIXOTO, R; PEIXOTO, K. A luta territorial dos indígenas da terra maró. Somanlu, ano 12, n.2, jul/dez. 2012.

Downloads

Publicado

2019-12-19