O MITO DO DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO DO BRASIL NO SÉCULO XXI: ANÁLISE A PARTIR DOS PLANOS GOVERNAMENTAIS DA ERA LULA

Autores

  • Mirella Rocha Programa de Pos-Graduação em Serviço Social Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2012v12n24p325-351

Resumo

Esse artigo tem como objetivo referenciar o Brasil na conjuntura latino-americana do século XXI no intuito de analisar o conteúdo do desenvolvimento socioeconômico em curso. Em nossa hipótese, na esteira dos que indicam que o novo século inaugurou na América Morena a reedição da conhecida fórmula do desenvolvimentismo – através do chamado novo-desenvolvimentismo, com sua agenda de desenvolvimento socioeconômico inaugurada no Brasil com o governo do Partido dos Trabalhadores – obscurece as contradições típicas do capitalismo dependente, constituindo-se em um mito. O projeto em curso pode produzir a expansão efêmera da economia, porém, sem as rupturas com a matriz oligárquica que marcam as sociedades periféricas, com seus sistemas de privilégios e de poder antipopular; com sua ossatura histórica assentada na superexploração da força de trabalho. Além disso, é objetivo fundamental desse artigo retomar o legado teórico-político da Teoria Marxista da Dependência, como importante percurso intelectivo para as nossas reflexões e formulações desde Latinoamérica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirella Rocha, Programa de Pos-Graduação em Serviço Social Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mirella Rocha é doutoranda do Programa de Pós-Graduação da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisadora junto ao Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade Federal de Santa Catarina (IELA/UFSC).

Referências

ABREU, Haroldo. Para além dos direitos: cidadania e hegemonia no mundo moderno. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2008.
BRASIL, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Plano plurianual 2004-2007: mensagem presidencial. Brasília: MPOG, 2003. Disponível em <www.planejamento.gov.br> Acesso em 15 abr. 2009.
______. Plano plurianual 2008-2011. Brasília: MPOG, 2007. Disponível em <www.planejamento.gov.br> Acesso em 15 abr. 2009.
______. Plano plurianual 2012-2015. Brasília: MPOG, 2012. Disponível em < http://www.planejamento.gov.br/noticia.asp?p=not&cod=7571&cat=155&sec=10> Acesso em 11 mar. 2012.
CASTELO, Rodrigo. O novo-desenvolvimentismo e a decadência ideológica do estruturalismo latino-americano. In: ______. (Org.) Encruzilhadas da América Latina no século XXI. Pão e Rosas: Rio de Janeiro, 2010.
Folha de São Paulo. Ipea diz que 6,3 milhões deixaram pobreza de 2004 a 2009. São Paulo, 15 de set de 2011. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/poder/975726-ipea-diz-que-63-milhoes-deixaram-pobreza-de-2004-a-2009.shtml> Acesso em 15 set. 2011
______. Renda cresceu 28% e desigualdade caiu 5,6%, aponta Ipea. São Paulo, 15 set 2011. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/poder/975674-renda-cresceu-28-e-desigualdade-caiu-56-aponta-ipea.shtml> Acesso em 15 set. 2011.
FRANK, Gunder. America Latina: Subdesarrollo o Revolución, México: Ediciones Era, 1973.
FURTADO, Celso. O Mito do Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Círculo do Livro, Editora Paz e Terra, 1974.
LUKÁCS, George. Marx e o problema da decadência ideológica in: COUTINHO, C. N.(org). Marxismo e Teoria da Literatura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.
MARINI, Ruy Mauro. Dialética da dependência. In: _______. Dialética da dependência: uma antologia da obra de Ruy Mauro Marini; organização e apresentação de Emir Sader. Petrópolis: Vozes; Buenos Aires: CLACSO, 2000a. p.105- 165.
______. As Razões do neodesenvolvimentismo (resposta a Fernando Henrique Cardoso e a José Serra). In: _______. Dialética da dependência: uma antologia da obra de Ruy Mauro Marini; organização e apresentação de Emir Sader. Petrópolis: Vozes; Buenos Aires: CLACSO, 2000b. p. 167- 241.
MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. O Processo de produção de capital [v.1, tomos 1 e 2] São Paulo: Abril Cultural, 1984.
SICSÚ, João; DE PAULA, Luiz Fernando; MICHEL, Renaut. Por que novodesenvolvimentismo?. Revista de Economia Política, vol. 27, nº 4, p.507-524, Dez 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rep/v27n4/a01v27n4.pdf>. Acesso em: 18 de set. 2008.

Downloads

Publicado

2012-11-04

Edição

Seção

Artigos de Temas Livres